log in
 

Crítica do filme Aliança do Crime

O inimigo do seu inimigo é seu amigo

Monica Chu

por
Monica Chu

Quarta, 18 Novembro 2015
Fonte da imagem: Divulgação/
Mudar tema Padrão Noturno
Barra lateral X Desativar
Mudar fonte A+ A A-

Engraçado que no mesmo dia em que fui na pré-estreia de Aliança do Crime, houve uma discussão em sala sobre Edward Mãos de Tesoura e o professor comentou "Johnny Depp já tem uns 50 anos".

São muitos anos mesmo (mais precisamente 31) como ator, e convenhamos que ele é um dos atores mais versáteis do cinema, não é mesmo? E talvez seja por isso que fiquei um pouco receosa com o papel dele neste filme.

O efeito Johnny Depp

A meu ver, o Sr. Depp criou um estilo próprio de atuação, muito fácil de ser reconhecido. Não digo só pela escolha de seus personagens excêntricos, mas é quase como se todos os papéis fossem uma extensão do seu próprio ser. E aí, que surgiu a maior dificuldade (aliás, de todos os atores e atrizes):  interpretar alguém que realmente existiu ou existe.

No caso de Johnny Depp, ele recebeu a missão de interpretar James Joseph "Whitey" Bulger, Jr. Um homem que não apenas existiu, como fez história e aterrorizou Boston.

JohnnyDeppBlackMass efd13

Winter Hill

Gângster irlandês, famoso nos anos 70 no sul de Boston por ter adquirido poder da forma mais inusitada possível, tornando-se informante do FBI. Ok, então temos: máfia, violência e FBI. Trama intensa. Outro fator interessante na história, é que Bulger era irmão mais velho de William "Billy" Bulger (Benedict Cumberbatch) um político e advogado respeitado do sul de Boston.

O filme apresenta diversos personagens que vão tecendo a história, como o agente John Connoly (Joel Edgerton) amigo de infância dos irmãos Bulger, que procura a ajuda de Whitey para prender a máfia italiana, alegando que eles muito mais perigosos que a gangue de Whitey, a Winter Hill.

new black mass trailer shows off all star cast 543823 3da0a

Fidelidade, Bravura e Integridade 

As marcações de tempo do filme são bem evidentes. É uma história longa compactada em 2 horas e 2 minutos. Rápido. Eu sou o tipo que vai precisar ver novamente para pegar os detalhes. Se você gosta de filme mais parado, esta não é a ideia aqui, mas, é claro, não chega a ser pura ação.

Bons enquadramentos, outro ponto que vale ser mencionado. O filme não é monótono. Algumas cenas de violência explicíta, eu diria até que fortes, mas também não chega a ser um Tarantino. A fotografia não é inusitada, mas a narrativa sim, e ela é contada através do relato dos integrantes da gangue quando questionados pelo FBI.

maxresdefault b6470

Existem três motivos principais pelos quais você deve ver o filme. A primeira delas é: a história. É boa e real e te prende pelos acontecimentos. Imaginar que tudo aquilo aconteceu é bizarro. O segundo motivo é a atuação dos personagens centrais. Tem cenas que Depp realmente te dá a sensação do sociopata que Bulger é (atualmente ele está preso na Flórida, com 86 anos), e as intenções do agente Connoly (Edgerton é um excelente ator, e fez trabalhos como: O Grande Gatsby, O Presente e Êxodo: Deuses e Reis).

E por último, e não menos importante, a maquiagem. Como assim, né? Pois é, Whitey é grisalho de olhos azuis e por mérito de curiosidade: todos os fios de cabelo (foi usado cabelo humano) inclusive as sombrancelhas foram postas fio-a-fio (na mão) nas próteses de silicone que Depp usaria no filme e todo esse processo demorou cerca de 22 horas para cada prótese, sendo 45 o número total delas. WHAT? loucura isso.

É um filme interessante, e vale a pena conferir.

Fonte das imagens: Divulgação/

Aliança do Crime

Mantenha seus inimigos por perto

Diretor: Scott Cooper

Duração: 122 min

Estreia: 12 / Nov / 2015

Curtiu esse texto? Então deixe seu comentário e aproveita para compartilhar nas redes sociais!

Monica Chu

Quem é esse pokémon?

Comentários

Este é um espaço para discussão. Você pode concordar, discordar ou agregar informações ao conteúdo, mas lembramos que aqui devem prevalecer o respeito e bom senso. O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Nos reservamos o direito de apagar comentários que não estejam em conformidade com nossos Termos de Uso.