log in

Crítica do filme Antes do Adeus

Desconhecidos na noite trocando olhares

Fábio Jordão

por
Fábio Jordão

Terça, 21 Junho 2016
Fonte da imagem: Divulgação/Before We Go Film
ab3 728x90 data a7b0e
Mudar tema Padrão Noturno
Barra lateral X Desativar
Mudar fonte A+ A A-

Você já parou para pensar como a vida é uma série de acasos? Muitas das vezes, esses acasos são decorrentes de ações próprias, mas, no fundo, a gente não tem muito controle do nosso destino e isso se faz principalmente verdadeiro no que diz respeito ao amor.

O filme “Antes do Adeus” (ou "Before We Go", como era conhecido antes de ter tradução e chegar ao Brasil), o primeiro – e até agora único – dirigido pelo ator-famoso-galã-CapitãoAmérica Chris Evans, vem justamente pra tratar dessas casualidades.

Na trama, dois desconhecidos acabam tendo seus caminhos cruzados por uma situação nada convencional. Nick Vaughan (Chris Evans) é um trompetista tentando fazer uns trocados numa estação de trem. Brooke Dalton (Alice Eve) é uma moça que está prestes a perder seu trem e que, na correria, acaba derrubando o celular ao passar pelo músico.

O rapaz, com muita boa intenção, devolve o celular para ela e, ao verificar as condições da moça, oferece ajuda. Ela, presa na cidade de Nova York durante uma noite, aceita a ajuda do rapaz e divide vários momentos com este estranho. O que pode resultar dessas poucas horas de convívio? Talvez nada, talvez muita coisa. Vamos falar mais deste filme indicado para os apaixonados de plantão.

Às vezes, é complicado…

Bom, a primeira coisa que fica evidente aqui, é que, como todo filme que tende para um romance ocasional, este título também é composto por situações inusitadas, pouco convencionais e que parecem ter chances de acontecer apenas no cinema mesmo. Contudo, no fundo, os românticos incuráveis só queriam mesmo que isso pudesse acontecer de verdade, e aí é que está a graça.

Pequenas experiências — como invadir um casamento e acabar tocando uma música romântica no lugar da banda que não compareceu e, apesar de muito esquisito, ainda dar boas risadas e trocar olhares profundos —, diálogos bem simples que são pautados em romances frustrados da vida e outras pequenas ideias acabam tocando no ponto certo.

beforewego0 2b6c4

Antes do Adeus” se constrói dessa forma e acaba dando bem certo para os fãs do gênero. Contudo, esse também é o típico filme que fica num ponto controverso, entre críticos que não captam o espírito da coisa — e ficam arranjando defeitos no roteiro — e o público geral que se identifica com a abordagem e acaba mergulhando em cada troca de sentimentos entre os personagens.

No fim, o filme acaba apostando no mais certo: o público-alvo. Ainda que não se trate de um casal e que talvez os protagonistas nem fiquem juntos, esta obra de Chris Evans foca nessa questão de aproveitar o momento, mesmo aqueles mais bobinhos, mas que acabam valendo a pena, uma vez que marcam nossas vidas. Às vezes, é complicado, mas nem tudo é perfeito. Nem tudo é um grande amor pra vida.

Coisa de cinema

Bom, muito dos acertos se deve à produção. Os personagens são quase que um casal perfeito (com aquela química e beleza de cinema mesmo), mas a situação de cada um, com suas respectivas desgraças e casos de decepções ao longo da vida, acabam levando empatia ao público. Nesse ponto, até a simplicidade do figurino e o improviso de cada sequência ajuda bastante.

A fotografia de uma Nova York encantadora, com ambientes aconchegantes — ainda que em alguns casos pareça um tanto perigosa —, é perfeita para a trama, que abusa de cenários simples, mas que se mostram propícios para os diálogos. Até o Chris Evans tocando trompete na estação de trem faz a gente ter a ilusão de que tudo é lindo.

beforewego1 0328f

A trilha sonora de “Antes do Adeus” é outro ponto que se destaca, uma vez que embala cada sentimento exprimido na película. A seleção de faixas foi muito pontual, com músicas bem desconhecidas para o grande público e letras que acabam funcionando como um complemento. Não é um trabalho original de composição, mas devemos admirar o casamento entre cena e som.

Para finalizar, a gente tem a direção de Chris Evans, que apesar de um tanto comum, se mostra bem íntima da trama e dos personagens. O astro ainda novato no ramo não se mostra um Spielberg, porém sabe se expressar e focar no que importa. Ele mostra as frivolidades, que acabam se sobressaindo ao todo e levando uma perspectiva muito válida ao espectador.

No fim, “Antes do Adeus” é um filme bem light, mas que vem como alento para os românticos que buscam novidades no gênero, ainda que seja um filme que retrata mais do dia a dia e de personagem comuns. Vale ver quando estiver de bobeira.

Fonte das imagens: Divulgação/Before We Go Film

Antes do Adeus

Uma noite pode significar muito

Diretor: Chris Evans

Duração: 95 min

Curtiu esse texto? Então deixe seu comentário e aproveita para compartilhar nas redes sociais!

Comentários

Este é um espaço para discussão. Você pode concordar, discordar ou agregar informações ao conteúdo, mas lembramos que aqui devem prevalecer o respeito e bom senso. O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Nos reservamos o direito de apagar comentários que não estejam em conformidade com nossos Termos de Uso.