Crítica do filme Hotel Transilvânia 2

Reforçando a mensagem do amor

por
Fábio Jordão

25 de Setembro de 2015
Fonte da imagem: Divulgação/

A turma do Drácula está de volta aos cinemas, mas desta vez a história é bem diferente. Quer dizer, nem é tão diferente assim, mas tem umas coisas legais que justificam a existência de uma continuação. Em Hotel Transilvânia 2, a não-tão-simpática vampira Mavis está em fase adiantada em seu relacionamento e resolve se casar com o humano Jonathan.

Como era de se esperar, os dois acabam fazendo amorzinho e aí nasce um personagem fofinho chamado Dennis. O garotinho é o centro das atenções neste filme, principalmente porque seu avô está desesperado para descobrir se ele puxou os dons da família vampiresca.

A nova animação da Sony Pictures Animation foca nessa insistência do vovô tentando manter o pequenino na linhagem mais poderosa, enquanto a mãe resolve deixar o filho levar a vida como uma criança normal e pensa seriamente em mudar para a casa do marido. Usando as diferenças entre os adultos, o filme tenta reforçar uma lição muito bonita. E dá muito certo.

A praça é dos monstros

Depois de mandar ver na dublagem do personagem Drácula, o ator Adam Sandler resolveu bancar o segundo filme e ainda assinar o roteiro. A história desta vez surge da parceria entre Sandler e o roteirista do primeiro filme, Robert Smigel.

hoteltrans21 d4b44

O resultado é uma animação que mantém o nível de diversão, mas conta com mais piadinhas para deixar o clima descontraído. Assim como no filme antecessor, Hotel Transilvânia 2 não é um filme pra rachar de rir, mas as piadas são bem encaixadas tanto na trama quanto com alguns temas bem atuais.

Para falar a verdade, o toque de Adam Sandler fica ainda mais evidente quanto percebemos que rola algumas piadas bem forçadas. Em alguns títulos, isto seria péssimo, mas aqui elas são tão idiotas que acabam arrancando boas risadas da plateia.

Parte da graça está no uso recorrente de aparatos tecnológicos. A falta de conhecimento dessas criaturas centenárias deixa a coisa bem engraçada e há várias cenas que o filme nos força a rir pela repetição de algumas patetadas. As caras engraçadas do Drácula em várias situações também ajudam muito, pois tudo costuma dar muito errado para ele, assim como já acontecia no filme anterior.

Uma importante lição para os adultos

Não sou de entrar em detalhes da trama para não estragar as surpresas do filme, mas, conforme comentei no começo do texto, Hotel Transilvânia 2 tenta passar uma mensagem similar à do primeiro filme, mostrando que é preciso aceitar as pessoas como elas são, independente se elas são lobisomens, vampiros, humanos ou monstros.

hoteltrans22 61ac8

Obviamente, o filme se apropria de figuras clássicas para evidenciar a lição de moral, porém tudo que é passado ali vale totalmente para a galerinha que está sentada na poltrona. O grande diferencial do filme, contudo, é que a mensagem é muito mais voltada para muitos adultos, que andam numa de disseminar o ódio e o preconceito.

Com muitas cenas cheias de aventura, mas que ainda consegue emocionar o público, Hotel Transilvânia 2 é um filme bem legal para crianças e adultos. A dublagem em português ficou bacana e os novos personagens deixam a trama bem engraçada. Confira no cinema e ame o próximo!

Fonte das imagens: Divulgação/

Hotel Transilvânia 2

Sabe como encontrar seu monstro interior?

Diretor: Genndy Tartakovsky
Duração: 89 min
Estreia: 1 / Out / 2015

Curtiu esse texto? Então compartilhe nas redes sociais!