log in
 

Crítica do filme Visões do Passado

Mais clichê e uma narrativa razoável

Douglas Ciriaco

por
Douglas Ciriaco

Sábado, 16 Abril 2016
Fonte da imagem: Divulgação/Head Gear Films
amazonprimevideo
Mudar tema Padrão Noturno
Barra lateral X Desativar
Mudar fonte A+ A A-

Atormentado pela morte de sua filha de 12 anos o psiquiatra Peter Bower (Adrien Brody) se vê perseguido por um problema do passado que a sua própria mente tratou de esquecer. De repente, aparições misteriosas em sua vida o obrigam a encarar seus fantasmas e a vasculhar em um canto oculto da sua memória — assim pode ser resumido Visões do Passado.

O filme começa de certa forma lento, sem dar muitos indícios dos rumos da história, mas aos poucos consegue criar elementos para prender a atenção do espectador. Toda a trama é permeada de clichês típicos dos filmes de terror mais recentes, com trilha sonora marcante, sons que intensificam o suspense e antecedem as cenas de susto e terror. Como isso está presente em basicamente todo o filme, acaba tirando um pouco o brilho da condução da história, que abusa de clichês típicos de obras com assombração.

Se há algum mérito no longa escrito e dirigido por Michael Petroni (Mistérios do Passado), está na condução da história. Apesar dos clichês, a história é apresentada de um jeito interessante, elevando o clima de mistério no início e adicionando novos elementos aos poucos, capturando a atenção de quem vê assiste à película e criando aquele clima de ansiedade para que a trama seja concluída logo, com os mistérios solucionados.

Visões do Passado

Dá para dizer que a história sofre uma pequena reviravolta em certa altura, quando as coisas começam a ser concluídas de fato. Porém, o sentimento geral é de que Visões do Passado sofre com uma trama que precisava ser encerrada de algum jeito e acabou sendo concluída da maneira mais previsível — e sem graça — possível. Antes disso, o filme decepciona um pouco pela própria superficialidade de outras personagens que circundam a vida do protagonista, especialmente da sua esposa, que aparece apenas como um acessório em certos momentos.

Enfim, durante a maior parte do tempo, Visões do Passado é um filme de terror interessante. Mas as falhas na construção de relações mais profundas entre personagens e também a ausência de personagens que fujam de uma bidimensionalidade prejudicam fortemente a experiência diante da tela.

Fonte das imagens: Divulgação/Head Gear Films

Visões do Passado

Vai o passado responder as perguntas do presente?

Diretor: Michael Petroni
Duração: 90 min
Estreia: 3 / Mar / 2016

Curtiu esse texto? Então deixe seu comentário e aproveita para compartilhar nas redes sociais!

Douglas Ciriaco

Cê tá pensando que eu sou lóki, bicho?

Comentários

Este é um espaço para discussão. Você pode concordar, discordar ou agregar informações ao conteúdo, mas lembramos que aqui devem prevalecer o respeito e bom senso. O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Nos reservamos o direito de apagar comentários que não estejam em conformidade com nossos Termos de Uso.