log in
 

Crítica do filme Os Penetras 2: Quem dá Mais?

Dou-lhe uma, dou-lhe duas...

por
João Gabriel de Souza

18 de Janeiro de 2017
Fonte da imagem: Divulgação/Universal Pictures
Mudar tema Padrão Noturno
Barra lateral X Desativar
Mudar fonte A+ A A-

As produções cinematográficas brasileiras são focadas em poucos gêneros. Os títulos de comédia estão entre os mais recorrentes, algo que se deve principalmente à identidade com um público bem abrangente.

Com um bocado de atores e roteiristas - muitos deles globais - focando seus esforços nesse tipo de produção, diversos longas como "Os Penetras", apesar de marcados por clichês, ganham continuações e levam as produtoras a apostarem cada vez mais nessa pegada do humor.

Em "Os Penetras 2 - Quem Dá Mais?", Beto (Eduardo Sterblitch) vai parar numa clínica psiquiátrica após não aceitar que seu amigo Marco (Marcelo Adnet) enganou toda a trupe dos penetras.

Após algumas tentativas de fuga do manicômio e uma vontade insaciável de encontrar com Marco novamente, Beto recebe uma notícia que leva sua vida e a dos picaretas Laura (Mariana Ximenes) e Nelson (Stephan Nercessian) a um novo rumo.

Enredo fraco, porém engraçado

O primeiro filme da franquia foi um estouro de bilheteria e realmente surpreendeu muita gente, o que pode deixar você na expectativa de uma comédia maravilhosa para ver com os amigos. Bem, não dá para afirmar que esta sequência consegue trazer a grandiosidade de sua antecessora, porém ela arranca boas risadas ao longo da jornada.

penetras21 9b24d

É importante ressaltar que o enredo do longa é fraco e bem pouco cativante. As situações são muito forçadas e acabam deixando o espectador até um pouco perdido em tudo o que está acontecendo. Porém, a atuação de Eduardo Sterblitch e Marcelo Adnet pontuam o filme em vários momentos, garantindo que o espectador se distraia e dê boas risadas.

É claro que a história é um ponto importante, mesmo para um filme de comédia, e aí é que esta o deslize de "Os Penetras 2 - Quem Dá Mais?", Pensando de forma isolada, as cenas bizarras funcionam muito bem, o que talvez falta é uma conexão melhor para que a obra funcione como um todo.

Boas sacadas

A parte de produção desta continuação é bem acertada. Apesar de não haver muito segredo para construir uma comédia em dias atuais, é preciso um certo cuidado para dar a devida coesão entre personagens e suas respectivas linhas de desenvolvimento.

Para ter uma evolução coerente, o filme aposta na trilha sonora, a qual passa a sensação de localidade e dá um tom bastante exclusivo para o filme. As músicas, por sinal, servem até a um propósito diferente aqui, já que, além de embalarem as cenas, são usadas como pistas para o anúncio dos personagens.

penetras22 bbd6f

A fotografia de "Os Penetras 2 - Quem Dá Mais?" também é boa, sendo que o diretor Andrucha Waddington utiliza uma coloração mais dramática em um cenário sério, algo notável já no início do filme. Esse recurso enfatiza os acontecimentos da trama, mas o tom mais pesado não interfere nem um pouco na comédia.

Dentre todas essas afirmações, o que vale é que a plateia riu bastante durante a projeção e parece ter gostado do que foi mostrado na telona. Particularmente, eu fiquei cativado com alguns personagens, como Beto e Marco, o que significa que a diversão da noite foi bem sucedida.

Além disso, saí do cinema pensando numa grande moral da amizade que o enredo mostra: por mais que você seja um aproveitador e um salafrário que só faz merda, aquele que é seu verdadeiro amigo vai sempre levar um legado bom da sua imagem ao mundo e nunca, em hipótese alguma, vai desonrar aquilo que você ensinou.

No fim das contas, esta é uma boa pedida de comédia para ver com os amigos no cinema.

Fonte das imagens: Divulgação/Universal Pictures

Os Penetras 2 - Quem Dá Mais?

As pessoas mudam. Os pilantras não!

Diretor: Andrucha Waddington
Duração: 85 min
Estreia: 19 / Jan / 2017

Curtiu esse texto? Então deixe seu comentário e aproveita para compartilhar nas redes sociais!

João Gabriel de Souza

O viajante galático

Comentários

Este é um espaço para discussão. Você pode concordar, discordar ou agregar informações ao conteúdo, mas lembramos que aqui devem prevalecer o respeito e bom senso. O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Nos reservamos o direito de apagar comentários que não estejam em conformidade com nossos Termos de Uso.