log in
“Carol” é eleito melhor filme LGBT de todos os tempos
Fonte da imagem: Divulgação/

O longa "Carol", do diretor Todd Haynes, foi eleito pelo Instituto Britânico de Cinema (British Film Institute – BFI) como o primeiro da lista dos 30 melhores filmes LGBT de todos os tempos. Indicado a cinco estatuetas do Oscar em 2016 – Fotografia, Figurino, Atriz, Atriz Coadjuvante e Trilha Sonora –, Carol foi o favorito de cem diretores, críticos, roteiristas e produtores de cinema do Reino Unido. 

A lista foi preparada em comemoração ao aniversário de 30 anos do BRF Flare, o festival de cinema LGBT de Londres, levando em consideração uma série de critérios. Ao todo, são contemplados na seleção 84 anos de cinema e 12 países – incluindo produções tailandesas, japonesas, suecas, espanholas, entre outras nacionalidades. 

“Carol”, o grande vencedor, conta a história da jovem e tímida Therese Belivet (Rooney Mara) e da elegante Carol Aird (Cate Blanchett), que se conhecem e se aproximam cada vez mais até desenvolver um romance que não era exatamente bem-visto na década de 50, época em que o filme se ambienta – ainda que na moderna e descolada New York. 

De acordo com os participantes da votação, "Carol" faz uma bela adaptação do livro homônimo e apresenta um desenvolvimento sensível e pouco clichê de um romance lésbico. O longa é também elogiado pelo público LGBT por contar a história de duas personagens lésbicas sem fetichizá-las, como acontece frequentemente em películas com esta temática. 

Além do filme dirigido por Haynes, também figuram na lista alguns títulos bastante conhecidos dentro e fora da comunide LGBT, como é o caso de "Azul é a cor mais quente", "Brokeback Mountain", "Paris is Burning", entre outros.

Confira a lista completa dos 30 melhores filmes LGBT para o Instituto Britânico de Cinema:

 1. Carol (2015), de Todd Haynes

2. Weekend (2011), de Andrew Haigh

3. Happy Together (1997), de Wong Kar-wai

4. Brokeback Mountain (2005), de Ang Lee

5. Paris Is Burning (1990), de Jennie Livingston

6. Tropical Malady (2004), de Apichatpong Weerasethakul

7. My Beautiful Laundrette (1985), de Stephen Frears

8. All about My Mother (1999), Pedro Almodóvar

9. Un chant d’amour (1950), de Jean Genet

10. My Own Private Idaho (1991), de Gus Van Sant

11. Tangerine (2015), de Sean S. Baker

11. The Bitter Tears of Petra von Kant (1972), de Rainer Werner Fassbinder

11. Blue Is the Warmest Colour (2013), de Abdellatif Kechiche 

Azul é a cor mais quente

14. Mädchen in Uniform (1931), de  Leontine Sagan

14. Show Me Love (1998), de Lukas Moodysson

14. Orlando (1992), de Sally Potter

17. Victim (1961), de Basil Dearden

18. Je, tu, il, elle (1974), de Chantal Akerman

19. Looking for Langston (1989), de  Isaac Julien

20. Beau Travail (1999), Claire Denis

20. Beautiful Thing (1996), de Hettie MacDonald

22. Stranger by the Lake (2013), de Alain Guiraudie

22. Theorem (1968), de Pier Paolo Pasolini

22. The Watermelon Woman (1996), de Cheryl Dunye

22. Pariah (2011), de Dee Rees

22. Mulholland Dr. (2001), de David Lynch

Mulholland Dr.

27. Portrait of Jason (1967), de Shirley Clarke

27. Dog Day Afternoon (1975), de Sidney Lumet

27. Death in Venice (1971), de Luchino Visconti

27. Pink Narcissus (1971), de James Bidgood

27. Sunday Bloody Sunday (1971), de John Schlesinger

27. Tomboy (2011), de Céline Sciamma

27. Funeral Parade of Roses (1969), de Toshio Matsumoto

Mais informações sobre os 30 melhores filmes e outras produções que também receberam votos estão disponíveis no site do BFI, confira.

Assuntos Cinema Premiação

Curtiu esse texto? Então deixe seu comentário e aproveita para compartilhar nas redes sociais!

Lu Belin

Eu queria ser a Julianne Moore.

Comentários

Este é um espaço para discussão. Você pode concordar, discordar ou agregar informações ao conteúdo, mas lembramos que aqui devem prevalecer o respeito e bom senso. O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Nos reservamos o direito de apagar comentários que não estejam em conformidade com nossos Termos de Uso.