log in
 
O Traidor, de Marco Bellocchio, terá cenas filmadas no Brasil
Fonte da imagem: Divulgação/Fênix Filmes
aa728x90 40e87

Foram encerradas nesta última semana as gravações das cenas que se passarão em terras brasileiras no próximo filme do diretor italiano Marco Bellocchio, o longa-metragem O Traidor. Co-produção entre Itália, Brasil, Alemanha e Itália, o filme terá atores e atrizes dos diferentes países e deve transitar também entre os vários territórios.

A maior parte da história se passará na Itália, onde as filmagens duraram oito semanas, seguidas por duas na Alemanha, e duas no Brasil, onde foram utilizadas como cenário as paisagens da cidade do Rio de Janeiro em seu roteiro. Dirigido por Marco Bellocchio, "O Traidor" é uma coprodução Itália-Brasil-Alemanha-França Brasil

A produção IBC Movie, Kavac Film tem coprodução da Rai Cinema (Itália), Gullane em coprodução com Telecine (Brasil), Match Factory Productions (Alemanha) e AD Vitam (França). O filme é uma biografia de Tommaso Buscetta, o primeiro chefe de alto escalão da máfia a se transformar em informante no caso “Cosa Nostra” em um ato de traição heroica, e é estrelado por Pierfrancesco Favino e Maria Fernanda Cândido. A distribuição no Brasil será feita pela Fênix Filmes e Pandora Filmes.

Com roteiro de Marco Bellocchio, Bibbiana Santella, Ludovica Rampoldi e Francesco Piccolo, a intrigante história italiana mostra a perseguição de Buschetta pela família Corleonni, seu exílio no Rio de Janeiro e o emocionante julgamento (Maxiprocesso) onde pela primeira vez foi revelado publicamente o funcionamento interno da “Cosa Nostra”. O filme será majoritariamente falado em italiano e com algumas cenas em português.

O TRAIDOR Foto Marcio Amaro1 325ae

Marco Bellocchio é diretor de cinema, roteirista e ator italiano. Uma das personalidades italianas mais importantes, no meio intelectual e cultural, ganhou em 1991 o Urso de Prata - Prêmio Especial do Júri no 41º Festival Internacional de Cinema de Berlim por seu filme “The Conviction”. Em 2011, Bellocchio foi premiado com o Leão de Ouro no Festival Internacional de Cinema de Veneza por sua carreira cinematográfica. Em 2006, seu filme “The Wedding Director” foi exibido na seção Un Certain Regard no Festival de Cinema de Cannes.

Em 2009, dirigiu “Vincere”, que esteve na principal competição do Festival de Cinema de Cannes. Seu filme de 2012 “Dormant Beauty” foi selecionado para competir pelo Leão de Ouro no 69º Festival Internacional de Cinema de Veneza. O longa é produzido por Giuseppe Chaschetto, Simone Gattoni, Fabiano Gullane, Caio Gullane, Michael Weber, Viola Fügen, e Alexandra Henochsberg.

Assuntos Lançamento

Curtiu esse texto? Então deixe seu comentário e aproveita para compartilhar nas redes sociais!

Lu Belin

Eu queria ser a Julianne Moore.

Comentários

Este é um espaço para discussão. Você pode concordar, discordar ou agregar informações ao conteúdo, mas lembramos que aqui devem prevalecer o respeito e bom senso. O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Nos reservamos o direito de apagar comentários que não estejam em conformidade com nossos Termos de Uso.