log in
Círculo de Fogo: A Revolta | Um guia para os novos Jaegers
Fonte da imagem: Divulgação/Universal Pictures

Os Kaijus ameaçam a Terra novamente em “Círculo de Fogo: A Revolta”, mas felizmente os Jaegers estão preparados para enfrentar os monstros gigantes.

Poderia ser apenas mais um filme de robôs e monstros se destruindo, mas o diferencial é o cuidado com o visual das criaturas. Cada Jaeger foi desenhado com características particulares e personalidade própria, buscando agradar os mais variados tipos de fãs ao redor do globo.

Tudo isso funcionou muito bem no primeiro filme, então as apostas foram elevadas para essa sequência. Os Kaijus são ainda mais ferozes e muito maiores, enquanto os Jaegers precisam se equiparar para aguentar o tranco. Em “Círculo de Fogo: A Revolta”, cinco novos modelos de Jaeger são apresentados e para você não ficar perdido, aqui está a última linha de defesa da humanidade:

Gipsy Avenger

1 f1811

A Gipsy Avenger honra o legado de Gipsy Danger, o Jaeger azul que salvou o mundo no primeiro filme, mas que infelizmente sofreu muitas avarias e não pode ser restaurado. Gipsy Avenger carrega a bandeira como a líder da frota Mark VI e é um símbolo de esperança para milhões de pessoas. É pilotado por e Nate Lambert e Jake Pentecost, filho de Stacker Pentecost, piloto de Jaeger e uma figura de destaque na guerra contra os Kaijus.

Gipsy Avenger é mais veloz e ágil do que seu predecessor. Possui uma nova arma chamada Gravity Sling, capaz de utilizar qualquer objeto que esteja por perto em um potente golpe. Além disso, é armado com uma versão aprimorada da espada dupla de Gipsy Danger, canhão de plasma e foguetes nos cotovelos, para potencializar os socos.

Saber Athena

2 c1c07

Saber Athena também é uma Jaeger Mark VI, a mais elegante já criada. Mais esguia e leve que o padrão, possui braços e pernas com uma aceleração acima da média. Utiliza lâminas gêmeas para um combate acrobático, e as lâminas podem ser unidas para formar uma arma ainda mais mortal.

Athena é equipada com um carregador de partículas, que provavelmente vai ser muito útil para devastar as hordas de Kaiju. É um pouco menor que Gipsy, mas pode se movimentar com mais facilidade graças ao seu estilo de luta que mais parece uma dança. Com sua nada discreta cor laranja, Athena não está preocupada em se esconder.

Bracer Phoenix

3 c0e81

Bracer Phoenix é o menor de todos os Jaeger, mas o que falta em altura ele compensa em poder bruto. Esse Jaeger cinzento é uma versão robusta da Mark V, mas que consegue acompanhar as versões VI. Por ser mais antigo, esteve em mais missões, adquirindo boa fama e o apelido “O Escudo de Xangai”.

Bracer é um pouco diferente dos demais Jaegers, porque além do compartimento na cabeça que abriga três pilotos também possui um espaço no peito para comportar um atirador. Com munição do tamanho de carros, um canhão centrífugo no peito e um lança mísseis anti-Kaiju em seu coldre, o Bracer Phoenix foi criado para não deixar nada de pé por onde passa.

Guardian Bravo

4 f542e

Com um esquema de cor branco e vermelho, Guardian Bravo tem uma aparência imponente e elegante. Feito para o combate em série, Guardian Bravo usa o Elec-16 Arc Whip: um sucessor proto-metálico da espada com lâmina de Gipsy, que leva mais sofisticação ao movimento de chicote. A carga elétrica pode paralisar um Kaiju, enquanto os Mark VI descarregam seu arsenal contra o monstro.

Ele é equipado também com um protótipo de capacitor de corrida, que pode significar que ele é muito rápido em curtas distâncias. Com uma rajada de mísseis em seu peito e caneleiras de alto impacto, Bravo é letal para um Kaiju a qualquer distância.

Titan Redeemer

5 96614

Criado para a força bruta e armado com uma maça sísmica, o Titan Redeemer é a bola de demolição da equipe, feito para destruição pura. A estabilidade é reforçada pelos pés achatados, desenvolvidos para ajudar a golpear com mais força ainda. Esse Jager de cor verde militar carrega também granadas de pulso eletromagnético, para quando a força bruta falhar.

Com ameaças cada vez maiores, esses Jaegers precisam usar todas as forças para vencer.
Confira a crítica de “Círculo de Fogo: A Revolta” aqui.

Fonte das imagens: Divulgação/Universal Pictures

Curtiu esse texto? Então deixe seu comentário e aproveita para compartilhar nas redes sociais!

Thiago Moura

Curto as parada massa.

Comentários

Este é um espaço para discussão. Você pode concordar, discordar ou agregar informações ao conteúdo, mas lembramos que aqui devem prevalecer o respeito e bom senso. O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Nos reservamos o direito de apagar comentários que não estejam em conformidade com nossos Termos de Uso.