log in
 

Crítica do filme A Lenda de Oz

Animação fraca voltada só ao público infantil

Thiago Moura

por
Thiago Moura

Terça, 30 Setembro 2014
Fonte da imagem: Divulgação/
amazonprimevideo
Mudar tema Padrão Noturno
Barra lateral X Desativar
Mudar fonte A+ A A-

É importante notar que "A Lenda de Oz" é um filme feito especialmente para as crianças, e apenas pra elas. Porém, o título original é "Legends of Oz: Dorothy's Return", o que já indica que a história já é uma continuação ou ainda está pela metade. Só que isso pode ser complicado para as crianças que não conhecem a famosa história de Dorothy.

O filme estadunidense-indiano é baseado no livro homônimo de Roger Stanton Baum, e conta com a dublagem da atriz e cantora Lea Michele, da famosa série musical Glee, que empresta a voz a protagonista Dorothy.

Na versão dublada, o filme tem a voz da cantora Manu Gavassi, como Dorothy, e do ator Rodrigo Lombardi, como o vilão Bufão. Então obviamente, o filme é cheio de cantoria, do jeito que os pequenos adoram. (Let it go, let it go!!! )

Essa é uma cotinuação não oficial da história exibida em O Mágico de Oz, de 1939. Em "A Lenda de Oz" vemos Dorothy Gale (Lea Michele) retornando para um Kansas devastado. Então ela acha um novo jeito de voltar para a Terra de Oz e descobre que seus velhos amigos Espantalho (Dan Aykroyd), Homem de Lata (Kelsey Grammer), Leão Covarde (Jim Belushi) e todo o resto da Terra de Oz estão em grande perigo.

bg-gallery-3

Nessa nova aventura por Oz ela conhece novos amigos, como um soldado feito de marshmallow chamado Marshal Mallow (Hugh Dancy), uma princesa que é uma boneca de porcelana (Megan Hilty), uma árvore anciã que se chama Tugg (Patrick Stewart), e uma grande coruja gorda chamada Wiser/Sabichão (Oliver Platt). Com a ajuda de seus novos amigos, ela luta contra um malvado Bobo da Corte (Martin Short) que quer controlar Oz transformando pessoas importantes em marionetes.

A animação feita pelo Prana Animation Studios é realmente simples, lembrando muito mais uma série de televisão do que um filme. As expressões são bastante limitadas, e os movimentos parecem robóticos em alguns personagens. A parte 3D que naturalmente é dispensável, se mostra ainda mais irrelevante aqui.

Outra coisa que pode incomodar os mais atentos é a aleatoriedade das canções, em determinados momentos é estranho perceber sobre o que eles estão cantando, mas os temas vão desde o amor e a importância do trabalho até se entupir de doces. Além disso, em alguns momentos os sons não condizem com as ações dos personagens ou o ambiente, mas tudo bem, é só uma animação.

Sem conhecer a história original, o filme se torna mais superficial e confuso ainda, pois a apresentação e desenvolvimento dos personagens mais icônicos são praticamente nulas. O filme não é terrível, mas está longe da diversão esperada pelas crianças quando vão assistir uma animação no cinema. É um bom filme para deixar passando no DVD para elas se distraírem, mas certamente não vale o ingresso.

Fonte das imagens: Divulgação/

Curtiu esse texto? Então deixe seu comentário e aproveita para compartilhar nas redes sociais!

Thiago Moura

Curto as parada massa.

Comentários

Este é um espaço para discussão. Você pode concordar, discordar ou agregar informações ao conteúdo, mas lembramos que aqui devem prevalecer o respeito e bom senso. O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Nos reservamos o direito de apagar comentários que não estejam em conformidade com nossos Termos de Uso.