log in
 

Crítica do filme Busca Implacável 3

Peleia da braba

por
Gustavo Loeff Zardo

23 de Janeiro de 2015
Fonte da imagem: Divulgação/

Busca: ato de procurar por algo ou alguém; Implacável: algo impossível de acalmar, atenuar ou aliviar; Três: numeral que indica a sequencia do número dois. Destrinchando o nome do filme encontramos o teor de seu conteúdo: uma pessoa está em uma procura frenética por algo ou alguém, sem possibilidade de descanso, pela terceira vez.

E não é que é isso mesmo! Essa foi a sinopse mais incrível que vi nos últimos tempos. O próprio título contém toda a história em apena TRÊS PA-LA-VRA-S!!! É sério, um conselho de amigo, não vá esperando mais que isso. Você já sabe o final.

Parece exagero? Não é.  Acompanhe a sinopse oficial:

“O ex-agente do governo norte-americano Bryan Mills (Liam Neeson) tenta tornar-se um homem família, mas vê tudo ruir quando Lenore (Famke Janssen) é assassinada. Acusado de ter cometido o crime, ele entra na mira da polícia de Los Angeles. Desolado e caçado, ele tenta encontrar os verdadeiros culpados e proteger a única coisa que lhe resta: a filha Kim (Maggie Grace).”

photo-2 550c7

Liam Neeson é o cara da ação. Um verdadeiro macho alfa que resolve tudo na base da pancadaria sem limites, sem derramar uma gota de suor... e  sem sangrar também. O ator vem fazendo vários filmes deste estilo (Caçada Mortal e Sem Escalas, por exemplo) que já estão virando um retrato do seu cotidiano. Acordar, matar uns caras, escovar os dentes, socar umas barrigas, tomar um café da manhã, chutar uns traseiros... e por aí vai.

Com um roteiro previsível e linear, Busca Implacável 3, é o que esperamos de um filme de Liam Neeson. Ação com uma dose exagerada de exagero! Sem dúvida temos aquela cena clássica (que eu nunca entendi como funcionaria com as leis da física da vida real) de um carro rolando montanha a baixo e explodindo no final! Claro, claro, o protagonista sai ileso, e matando os capangas que o empurraram para fora da estrada.

Ou seja, o filme é extremamente condinzente com o que se propõe. Todas as destruições e massacres são muito bem encaixados no roteiro e fazem sentindo com o desenrolar da trama. 

photo-3 4f09b

Um ponto interessante é apresentada a cronologia da trilogia. A primeira cena, por exemplo, mostra Bryan comprando um presente para filha, que faz uma referencia clara ao começo do primeiro filme e nos mostra o quanto o tempo passou.

Nas duas primeiras sequencias Bryan vai em busca de resgatar a sua família, que está viva e precisa da sua ajuda. Porém nesse filme, o herói se apresenta com um carater mais melancólico, frio e calculista, afinal de contas ele quer encontrar quem matou a sua esposa ao mesmo tempo que foge da polícia, que acredita que o responsavel pela morte dela é o próprio Bryan.

Eis mais um quesito novo na série: dois inimigos. Primeiro a polícia, comprindo seu dever de manter a lei e a ordem. E segundo um inimigo desconhecido, que são as pessoas que mataram sua esposa. Isso faz com que a trama ganhe um pouco mais de dinamismo na hora das perseguições e apresente algumas reviravoltas significativas. 

photos 4 87eb7

No fim das contas o filme não é muito excitnate, porque antes de terminar já sabemos o seu desfecho. E apesar dos novos elementos adicionados à série, Busca Implacável 3 não nos leva de fato a um novo lugar, mas apenas a um ambiente já conhecido retratado com uma atmosfera diferente.

Fonte das imagens: Divulgação/

Busca Implacável 3

Agora é o fim!

Diretor: Olivier Megaton
Duração: 109 min
Estreia: 22 / Jan / 2015

Curtiu esse texto? Então deixe seu comentário e aproveita para compartilhar nas redes sociais!

Gustavo Loeff Zardo

Meu sonho é ter barba.

Comentários

Este é um espaço para discussão. Você pode concordar, discordar ou agregar informações ao conteúdo, mas lembramos que aqui devem prevalecer o respeito e bom senso. O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Nos reservamos o direito de apagar comentários que não estejam em conformidade com nossos Termos de Uso.