log in
 

Crítica do filme Férias Frustradas

Humor negro pra famíla toda (ou não)

por
Thiago Moura

13 de Setembro de 2015
Fonte da imagem: Divulgação/
Mudar tema Padrão Noturno
Barra lateral X Desativar
Mudar fonte A+ A A-

A nova geração dos Griswolds está de volta em Férias Frustradas, uma sequência do filme de 1983 que busca reciclar o original, com a mesma proposta e até as mesmas piadas. O garotinho Rusty Griswold, filho do casal de malucos Clark (Chevy Chase) e Ellen (Beverly D'Angelo) é agora um homem de meia-idade, chefe de sua própria família.

Seguindo os passos de seu pai e esperando enriquecer a relação familiar, Rusty percebe que sua relação está em crise e tenta surpreender sua esposa, Debbie (Christina Applegate), e seus dois filhos com uma viagem de carro cruzando o país com destino ao parque de diversão em família favorito da América: Walley World.

Mesmo sabendo de todos os problemas que a viajem anterior trouxeram para a família, Rusty quer usar essa oportunidade para renovar seu casamento e trancafiar seus filhos em um carro para que se acertem, já que o irmão caçula Kevin (Steele Stebbins) zoa constantemente o primogênito James (Skyler Gisondo). Sem dúvida Kevin será o responsável em te fazer gargalhar durante o filme, o menino é praticamente um psicopata!

Vai dormir!

O filme começa com cenas das férias anteriores, e já diverte pelas situações inusitadas. Aliás, a maioria das piadas são em contextos inusitados, o que torna tudo mais engraçado, apesar de que como sempre os trailers entregam boa parte das piadas.
As homenagens ao filme original são recorrentes, desde a trilha sonora as piadas específicas como a garota da Ferrari flertando na pista ao lado.

Durante a viajem, eles ainda encontram os velhos membros da família, Audrey (Leslie Mann), a irmã liberal hoje casada com o lindo e conservador “homem do tempo” Stone Crandall (Chris Hemsworth, o Thor), com diversas piadas sobre masculinidade e metáforas sobre torneiras, responsável por uma das situações mais absurdas do filme.
Chevy e Beverly retornam em uma breve participação, mas a simples presença dos atores já enriquece o filme.

Teoricamente a trama é voltada para a família, mas as piadas são tão sujas que pode rolar um constrangimento entre gerações diferentes ou famílias mais conservadoras. A classificação indicativa é para maiores de 17 anos nos Estados Unidos e de 16 aqui no Brasil. As dublagens tentam amenizar o conteúdo ao mesmo tempo em que limitam as piadas, então o ideal é ver o original nem que seja como um comparativo. O humor negro é uma constante aqui, usado na construção de Kevin ou do guia de rafting, que por sinal são pontos fortes do filme, ao contrário das piadas escatológicas, que servem apenas para forçar o expectador a rir da piada.

Vacation Movie Review Image 4 dc294

Férias Frustradas está longe de ser um filme excelente, mas no geral é muito divertido e não é cansativo. A escolha e construção das cenas foram bem pensadas, sem tentar estender pontos desnecessários e explicar demais. Os personagens sevem bem para cada situação e a excecuções dos atores são satisfatórias. Aliás, os fãs de Walking Dead vão ter uma surpresa agradável com um dos personagens icônicos aparecendo na parte final.

Fonte das imagens: Divulgação/

Férias Frustradas

O que poderia dar errado?

Diretor: John Francis Daley, Jonathan M. Goldstein
Duração: 99 min
Estreia: 10 / Set / 2015

Curtiu esse texto? Então deixe seu comentário e aproveita para compartilhar nas redes sociais!

Thiago Moura

Curto as parada massa.

Comentários

Este é um espaço para discussão. Você pode concordar, discordar ou agregar informações ao conteúdo, mas lembramos que aqui devem prevalecer o respeito e bom senso. O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Nos reservamos o direito de apagar comentários que não estejam em conformidade com nossos Termos de Uso.