log in

Critica do filme Historias de Além-túmulo

Cuidado com o que você acredita!

Carlos Augusto Ferraro

por
Carlos Augusto Ferraro

Sexta, 01 Fevereiro 2019
Fonte da imagem: Divulgação/Lions Gate Entertainment
Mudar tema Padrão Noturno
Barra lateral X Desativar
Mudar fonte A+ A A-

O grande feito de Historias de Além-túmulo é como o filme cria o medo por meio da ambientação e narrativa, em vez efeitos especiais e sustos. Sem qualquer demérito para os que habilmente utilizam monstros digitais para personificar seus pesadelos, mas em um mar de títulos dispensáveis, Histórias de Além-túmulo consegue criar um efeito de terror muito mais inteligente e duradouro do que qualquer criatura virtual.

Apostando na velha dinâmica da antologia de horror, o filme apresenta três histórias interligadas que fazem parte de uma narrativa maior. Com uma estrutura clássica, um elenco de alto nível e uma grande reviravolta, Histórias de Além-túmulo é uma daquelas pérolas que infelizmente não entrarão no grande circuito, mas que serão devidamente eternizadas sob a etiqueta “cult”.

Com roteiro e direção de Andy Nyman e Jeremy Dyson — que adaptam a peça de teatro homônima de autoria da dupla —, o filme é uma ótima pedida para fãs ardorosos de terror, especialmente aqueles que buscam bons suspenses sobrenaturais. Sem alarde, Histórias de Além-túmulo acerta em diferentes níveis entregando um título que merece maior atenção do público e da crítica.

Ixto non ecziste

Em Historias do Além-túmulo acompanhamos a jornada de Phillip Goodman, um homem solitário e solteiro conhecido por seu programa de televisão dedicado a desmascarar médiuns fraudulentos. Logo descobrimos que o a paixão de Goodman pelo trabalho vem de outro famoso investigador paranormal, Charles Cameron, uma estrela dos anos 70 que, ironicamente, desapareceu misteriosamente há décadas.

Eis que Goodman recebe uma carta do elusivo Charles Cameron que — agora velho e debilitado foi  devidamente convencido de que o sobrenatural é real —, desafia seu “apóstolo” a investigar os três casos insolúveis que o levaram a reconsiderar sua posição sobre a existência das forças ocultas. Goodman parte em busca de respostas e desde o início de sua jornada fica claro que algo de errado não está certo.

historiasdealmetumulo01

O primeiro caso é de um vigia noturno, Tony Matthews, assombrado pelo espírito de uma jovem garota enquanto trabalhava em um asilo abandonado. O segundo é um adolescente, Simon Rifkind, que se torna obcecado pelo ocultismo depois de um acidente de carro o colocar frente a frente com um demônio. Por fim temos o caso de um rico investidor, Mike Priddle, atormentado por um Poltergeist enquanto aguarda o nascimento de seu filho.

Cada história se desenrola de maneira similar, com Goodman entrevistando as vítimas — cuja descrição dos eventos história carregam os espectadores para dentro da ação. O foco é a tensão e pouco é realmente visto ao longo de todo o filme, pois pior do que ver é não saber o que realmente está à espreita.

Sem entrar em detalhes, para não estragar a reviravolta do final, Histórias do Além-túmulo é uma antologia de terror que esconde uma história maior dentro de si. Com a habilidade própria dos prestidigitadores, Andy Nyman e Jeremy Dyson entregam três boas histórias de suspense sobrenatural apenas como truque para esconder a surpresa do final.

Sombras do passado

O elenco é um desfile de téspios britânicos. O diretor Andy Nyman também aparece na frente das câmeras como o cético Phillip Goodman, entregando uma atuação comedida, mas eficaz. Enquanto isso, ao longo das histórias podemos ver o excelente Martin Freeman — entregando monólogos dignos dos palcos ingleses —, o pouco celebrado Paul Whitehouse, que deixa sua face cômica de lado para entregar uma performance perturbadora e o talentoso Alex Lawther (Black Mirror) que apesar da pouca idade não perde espaço dentro de um elenco intimidador.

É nesse quarteto de atores britânicos que reside o maior trunfo de Historias de Além-túmulo. As atuações são a força motriz do filme, que apoia a narrativa diretamente na capacidade dos atores entregarem a história. Apesar do nome de maior peso ser o de Martin Freeman, é Alex Lawther quem apresenta a performance mais interessante. Sua “atuação total” se expande para o seu corpo que fala em tons altos.

historiasdealmetumulo02

Terror gótico britânico tradicional

Histórias do Além-túmulo é um bom filme que passa desapercebido pela maioria. Sem grandes estrelas hollywoodianas o título aposta no talento dramático de seus atores e da própria história para apresentar o medo em sua forma mais pura.

Facilmente desconsiderado, o filme aposta em uma ideia romantizada do suspense, evocando tropos da literatura gótica e romântica, explorando o terror psicológico sob a máscara do sobrenatural. Com um roteiro bem construído, Histórias do Além-túmulo vai muito além de uma mera antologia de terror, mas entrar em detalhes é entregar a grande reviravolta final.

Histórias do Além-túmulo é antologia bem trabalhada, que brinca com o gênero, ao mesmo tempo em que traz reviravoltas perturbadoras.

Se você busca por um bom filme de terror, com uma história inteligente e um final intrigante Histórias do Além-túmulo vai lhe surpreender. Título britânico entrega tudo o que você espera de uma produção do gênero, mesmo sem chamar muito a atenção.

Fonte das imagens: Divulgação/Lions Gate Entertainment

Histórias de Além-Túmulo

O que você acredita é mais perigoso do que a realidade

Diretor: Andy Nyman, Jeremy Dyson

Duração: 98 min

Estreia: 8 / Jan / 2019

Curtiu esse texto? Então deixe seu comentário e aproveita para compartilhar nas redes sociais!

Comentários

Este é um espaço para discussão. Você pode concordar, discordar ou agregar informações ao conteúdo, mas lembramos que aqui devem prevalecer o respeito e bom senso. O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Nos reservamos o direito de apagar comentários que não estejam em conformidade com nossos Termos de Uso.