log in
 
Caminhos da Floresta: Entrevista com Meryl Streep e opiniões do elenco [vídeo]
Fonte da imagem: Divulgação/Divulgação/Disney
Mary 728x90 DATA 8130f

No próximo dia 29 de janeiro, o novo filme da Disney, Caminhos da Floresta, chega aos cinemas de todo o Brasil. A produtora divulgou recentemente um vídeo em que o diretor e os atores envolvidos no título comentam um pouco sobre a experiência que tiveram na produção.

No entanto, o grande destaque dessa notícia fica para os comentários de Meryl Streep, que respondeu uma série de perguntas sobre sua carreira e a partipação no longa-metragem. Vamos falar um pouco sobre a atriz e na sequência temos a entrevista completa.

Por quase 40 anos, a belíssima e talentosa atriz Meryl Streep (a Bruxa de Caminhos da Floresta) vem interpretando uma fabulosa gama de personagens em uma carreira única no teatro, cinema e na televisão.

Streep cursou o sistema público de ensino em Nova Jersey até o segundo grau, formou-se cum laude pelo Vassar College e concluiu mestrado com honras pela Yale University em 1975. Ela começou a vida profissional no palco de Nova York onde rapidamente estabeleceu sua marca versátil e talento como atriz. Três anos depois de se formar, ela estreou na Broadway, ganhou o Emmy® (por Holocausto) e recebeu sua primeira indicação ao Oscar® por O Franco Atirador (The Deer Hunter).

Em 2014, em um recorde ainda não batido, recebeu sua 18ª indicação ao prêmio da Academia® pelo desempenho em Álbum de Família (August: Osage County). Ela ganhou o prêmio três vezes, com os desempenhos em A Dama de Ferro (The Iron Lady) em 2012, A Escolha de Sofia (Sophie’s Choice) em 1983 e Kramer vs. Kramer em 1980.

caminhos3 ff1f2

Agora, Meryl Streep nos conta como ela se sentiu ao participar do processo de produção do filme Caminhos da Floresta (que é baseado em uma peça da Broadway), sua relação com o diretor, o contato com o elenco de qualidade do longa e o que ela espera que esta obra possa transmitir ao público.

1. Pode nos dizer o que a atraiu ao projeto?

Quando fiz 40 anos, recebi três propostas para interpretar bruxas em um ano e percebi que era o caminho que minha carreira ia seguir: eles não sabem o que fazer com mulheres que passam de uma certa idade. Então, eu não aceitei e disse "não" para papéis de bruxas desde então. Mas mudei de ideia quando esse papel apareceu porque essa bruxa é bem diferente.

Em primeiro lugar, ela se transforma. Toda sua razão para existir é para reverter um feitiço que foi lançado nela; ela põe em movimento todo tipo de dispositivo e causa uma reviravolta dramática na vida de todos.  Eu creio que os contos de fadas evoluíram para contos de alerta.

Eles eram contados para afastar as crianças de perigos que encontrariam na vida e para encorajar mulheres jovens a se casar com homens ricos. Todos são incentivados a encontrar um príncipe e viverem felizes para sempre e algumas vezes isso não acontece. É aí que o conto de Caminhos da Floresta (Into the Woods) se torna real e fica emocionante, randômico, estranho e quase como a vida real. Para um ator é muito divertido.

2. Você conhecia a peça teatral antes de assinar o contrato para o filme?

Eu fui ver o musical quando estava na Broadway como a grande Bernadette Peters interpretando a Bruxa, e achei fantástico. Não há ninguém igual a Stephen Sondheim. Não há ninguém que escreva canções direcionadas a personagens que possam ser cantadas e que contem uma história. A perspicácia, inteligência e ousadia de sua música não têm paralelos, então fiquei muito feliz de ter a chance de trabalhar no filme.

caminhos2 f0958

3. Fale sobre Rob Marshall como diretor.

Rob tem um senso percussivo de movimento da peça, como um maestro. Ele tem o ritmo no próprio corpo. Ele foi dançarino, então eu acho que é muito importante para ele manter a batida do coração da peça e ir além; dos pontos de vista musical, emocional e visual. Ele é a pessoa ideal para fazer isso. Ele também é extremamente gentil como pessoa e tem um modo suave, jamais mostra poder, não tem um ego grande… ele pensa no trabalho e em realizá-lo.

4. E quanto ao visual do filme. Isso teve algum impacto em você como atriz?

Eu realmente dependo do meu cabeleireiro e maquiador, Roy Helland, que é incrível e precisa criar dois visuais muito diferentes para a Bruxa e para a Bruxa transformada. É empolgante, toda vez que entramos num projeto novo ficamos muito ansiosos imaginando se fomos longe demais, mas é muito divertido trabalhar dessa forma. Por que estar segura? Eu interpreto uma bruxa!

caminhos1 08c6d

 

E Colleen Atwood, nossa figurinista, é um tornado. Seu trabalho é muito criativo, livre e dramático.  Ao mesmo tempo, ela é conhecida pela atenção aos detalhes e alguns dos trabalhos são muito cuidadosos, delicados e lindamente confeccionados – são realmente belos e divertidos de usar. Os cenários também eram extraordinários. Havia uma floresta construída em muitos estúdios, porque em um momento é de uma maneira, e depois fica pós-apocalíptica com outra paisagem completamente diferente.

E nós também filmamos algumas cenas em cenários reais. Nós filmamos a sequência da Rapunzel em um mosteiro do século 11 no norte de Londres chamado Waverley Abbey e a cena do "terremoto" no belo Dover Castle, que fica na costa sudeste. Como atriz, quando você está num castelo real e tem cavalos levando pessoas em carruagens com rosas caindo do céu, você se sente num mundo imaginário, então seu trabalho está praticamente feito.

5. Fale sobre a exigência de cantar do filme.

Eu adoro a música de Caminhos da Floresta (Into the Woods). Na verdade, eu gosto cada vez mais sempre que ouço. Quando você ouve pela primeira vez a música, é meio apreensivo, mas na segunda ou terceira vez que ouve, ela tem mais e mais para dar a você. E quando se está num musical, eles tocam a música que gravamos em estúdio antes em todo o set. Eu me lembro de sair do teatro na Broadway cantando “No One Is Alone” para mim mesma – essa canção pega. As outras canções são igualmente maravilhosas. 

6. Nos conte sobre o calibre dos talentos envolvidos.

É um elenco incrível... é realmente um grupo talentoso de atores. Rob Marshall reuniu um grupo que sabe o que está fazendo, mas ninguém tem a chance de interpretar esse tipo de realidade aumentada, fantasia, conto de fadas, e é uma oportunidade única: os atores estão aproveitando.  Foi maravilhoso trabalhar com Emily Blunt no papel da esposa do Padeiro de novo, pois ela é muito talentosa e tem senso de humor e sensibilidade especiais que são perfeitos para isso… e uma voz maravilhosa também.

E James Corden como o Padeiro é uma lenda por One Man, Two Guvnors, o espetáculo que ele fez na Broadway em que falava com o público de improviso todas as noites. E Anna Kendrick… A Escolha Perfeita (Pitch Perfect) é um dos meus filmes favoritos, então eu adorei trabalhar com ela. Ela faz um ótimo trabalho no papel da ambivalente Cinderela, que não sabe bem se quer ou não ficar com o Príncipe, que é uma função de sua inteligência e suas perspicácia e discrição naturais.

Eu trabalhei com Christine Baranski em Mamma Mia, que é uma das minhas amigas mais queridas, e ela é diametralmente oposta à madrasta malvada, mas está se divertindo muito. E a mãe do João, Tracey Ullman é uma das minhas amigas mais antigas. Eu a conheço desde Plenty - O Mundo de uma Mulher (Plenty) quando ela tinha 21 anos, então é um sonho estarmos trabalhando juntas de novo. Eu a adoro. 

7. O que espera que o público leve deste filme?

Este é um musical com cérebro. Há uma inteligência por trás graças a Sondheim e Lapine. É visualmente e emocionalmente gratificante, mas também tem outros elementos que nos envolvem como artistas e nos fazem querer fazer o melhor que podemos. Do ponto de vista musical é desafiante e emocionante, então isso é o que eu espero para as pessoas: que se comovam e se sintam desafiadas.

Nós já vimos o filme Caminhos da Floresta e traremos nossa crítica em breve. O longa estreia dia 29 de janeiro.

Curtiu esse texto? Então deixe seu comentário e aproveita para compartilhar nas redes sociais!

Comentários

Este é um espaço para discussão. Você pode concordar, discordar ou agregar informações ao conteúdo, mas lembramos que aqui devem prevalecer o respeito e bom senso. O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Nos reservamos o direito de apagar comentários que não estejam em conformidade com nossos Termos de Uso.