log in
 
Refletindo impactos da COVID-19, Oscar 2021 se rende ao domínio do streaming

por
Carlos Augusto Ferraro

15 de Março de 2021
Fonte da imagem: Divulgação/93.ª cerimônia de entrega dos Academy Awards

Indicados a 93.ª cerimônia de entrega dos Academy Awards

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciou nesta segunda-feira (15 de março) os indicados ao Oscar 2021. refletindo um ano de cinemas fechados, a premiação é dominada pelos estúdios das plataformas de streaming, notadamente a Netflix — com 35 indicações — e a Amazon Studios (com 12), para se ter uma idéia da disparidade, a Netflix sozinha, possui mais indicações que a soma de quatro estúdios tradicionais: Warner (8 indicações), Disney (7 indicações), Focus Features (7 indicações) e Sony (6 indicações).

Mank, Os 7 de Chicago, Crip Camp, Destacamento Blood, Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars, Era uma Vez um Sonho, Rosa e Momo, A Voz Suprema do Blues, O Céu da Meia-Noite, Professor Polvo, A Caminho da Lua, Pieces of a Woman, Shaun o Carneiro – O Filme – A Fazenda contra-ataca e O Tigre Branco consolidam de vez a presença da Netflix dentro do circuito de premiações e da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood. A ausência predominante dos grandes estúdios também pode revelar o motivo por trás do aumento da diversidade e representatividade das produções indicadas. 

Chloé Zhao (Nomadland) e Emerald Fennell (Bela Vingança) fazem história nos Oscar, que pela primeira vez indica duas mulheres para a categoria melhor direção. Além disso, Zhao também é a  primeira mulher não branca a ser indicada na categoria, e a primeira mulher a receber quatro indicações no mesmo ano, por direção, montagem, roteito adaptado e melhor filme. Enquanto isso, Fennel é a primeira mulher estreante a concorrer na categoria.

Para fugir de uma nova onda de hashtags evidenciando a falta de diversidade, a Academia parece ter revisto alguns conceitos e celebra o desempenho de artistas de diferentes origens étnicas, com nove indicações a atores e atrizes não brancos. Entre eles temos Steven Yeun primeiro americano de origem asiática indicado como melhor ator; Riz Ahmed, primeiro ator paquistanes a receber uma indicação; Chadwick Boseman, primeiro ator não branco a receber uma indicação póstuma; Viola Davis atriz negra com mais indicações ao Oscar; Youn Yuh-Jung, primeira sul-coreana a ser indicada; Daniel Kaluuya, Leslie Odom Jr.; LaKeith Stanfield e Andra Day

A 93ª Cerimônia do Oscar acontece no dia 25 de abril, mas com um formato e local indefinido. Por conta das restrições advindas da pandemia, o tradicional Dolby Theatre, em Hollywood pode dar lugar a Union Station — uma grande estação de trem no centro de Los Angeles que poderia receber convidados e manter distanciamento entre os participantes.

Confira todos os indicados ao Oscar 2021:

Melhor Filme

  • Meu Pai (David Parfitt, Jean-Louis Livi e Philippe Carcassonne - Trademark Films; Sony Pictures Classics)
  • Mank (Ceán Chaffin, Eric Roth e Douglas Urbanski - Netflix; Netflix)
  • Nomadland (Frances McDormand, Peter Spears, Mollye Asher, Dan Janvey e Chloé Zhao - Highwayman / Hear/Say / Cor Cordium; Searchlight Pictures)
  • Bela Vingança (Ben Browning, Ashley Fox, Emerald Fennell e Josey McNamara - LuckyChap Entertainment / FilmNation Entertainment; Focus Features)
  • Os 7 de Chicago (Marc Platt e Stuart Besser - Marc Platt Productions / Dreamworks Pictures; Netflix)
  • Minari - Em Busca da Felicidade (Christina Oh - Plan B; A24)
  • O Som do Silêncio (Bert Hamelinck e Sacha Ben Harroche - Amazon Studios)
  • Judas e o Messias Negro - (Shaka King, Charles D. King e Ryan Coogler - Warner Bros. Pictures)

Melhor Atriz

Melhor Ator

Melhor Atriz Coadjuvante

Melhor Ator Coadjuvante

Melhor Direção

Melhor Roteiro Original

Melhor Roteiro Adaptado

Melhor Animação

  • Shaun o Carneiro: O Filme – A Fazenda Contra-ataca - (Richard Phelan, Will Becher e Paul Kewley - Netflix / Aardman Animations / Anton Capital Entertainment)
  • Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica (Dan Scanlon e Kori Rae - Walt Disney Pictures / Pixar Animation Studios; Walt Disney Studios Motion Pictures)
  • A Caminho da Lua (Glen Keane, Gennie Rim e Peilin Chou - Netflix / Pearl Studio / Glen Keane Productions; Netflix)
  • Soul (Pete Docter e Dana Murray - Walt Disney Pictures / Pixar Animation Studios; Walt Disney Studios Motion Pictures)
  • Wolfwalkers (Tomm Moore, Ross Stewart, Paul Young e Stéphan Roelants - Cartoon Saloon / Melusine; Apple / GKIDS)

Melhor Filme Internacional

Melhor Documentário

  • Collective – Alexander Nanau e Bianca Oana
  • Crip Camp – Nicole Newnham, Jim LeBrecht e Sara Bolder
  • The Mole Agent – Maite Alberdi e Marcela Santibáñez
  • Professor Polvo – Pippa Ehrlich, James Reed e Craig Foster
  • Time – Garrett Bradley, Lauren Domino e Kellen Quinn

Melhor Documentário Curta-Metragem

  • Colette – Anthony Giacchino e Alice Doyard
  • A Concerto Is a Conversation – Ben Proudfoot e Kris Bowers
  • Do Not Split – Anders Hammer e Charlotte Cook
  • Hunger Ward – Skye Fitzgerald e Michael Shueuerman
  • A Love Song for Latasha – Sophia Nahali Allison e Janice Duncan

Melhor Curta-Metragem

  • Feeling Through – Doug Roland e Susan Ruzenski
  • The Letter Room – Elvira Lind e Sofia Sondervan
  • The Present – Farah Nabulsi
  • Two Distant Strangers – Travon Free e Martin Desmond Roe
  • White Eye – Tomer Shushan e Shira Hochman

Melhor Curta-Metragem de Animação

  • Burrow – Madeline Sharafian e Michael Capbarat
  • Genius Loci – Adrien Mérigeau e Amaury Ovise
  • If Anything Happens I Love You – Will McCormack e Michael Govier
  • Opera – Eric Oh
  • Yes-People – Gísli Darri Halldórsson e Arnar Gunnarsson

Melhor Trilha Sonora

Melhor Canção

Melhor Direção de Arte

Melhor Fotografia

Melhor Figurino

Melhor Maquiagem

Melhor Som

  • Greyhound: Na Mira do Inimigo – Warren Shaw, Michael Minkler, Beau Borders e David Wyman
  • Mank – Ren Klyce, Jeremy Molod, David Parker, Nathan Nance e Drew Kunin
  • Relatos do Mundo - Oliver Tarney, Mike Prestwood Smith, William Miller e John Pritchett
  • Soul – Ren Klyce, Coya Elliot e David Parker
  • O Som do Silêncio – Nicolas Barker, Jaime Baksht, Michelle Couttolenc, Carlos Cortes e Philip Bladh

Melhor Edição

Melhores Efeitos Visuais

  • Amor e Monstros – Matt Sloan, Genevieve Camilleri, Matt Everitt e Brian Cox
  • O Céu da Meia-Noite – Matthew Kasmir, Christopher Lawrence, Max Solomon e David Watkins
  • Mulan (2020) – Sean Faden, Anders Langlands, Seth Maury e Steve Ingram
  • O Grande Ivan – Nick Davis, Greg Fisher, Ben Jones e Santiago Colomo Martinez
  • Tenet - Andrew Jackson, David Lee, Andrew Lockley e Scott Fisher

Curtiu esse texto? Então deixe seu comentário e aproveita para compartilhar nas redes sociais!

Comentários

Este é um espaço para discussão. Você pode concordar, discordar ou agregar informações ao conteúdo, mas lembramos que aqui devem prevalecer o respeito e bom senso. O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Nos reservamos o direito de apagar comentários que não estejam em conformidade com nossos Termos de Uso.