log in

Paramount+ chega ao Brasil dia 4 de Março e custa R$ 19,90 por mês

Pode preparar o bolso, pois tem mais um serviço de streaming na área: o Paramount+ (Paramount Plus). A ViacomCBS anunciou nesta semana que lançará um aplicativo com filmes e séries exclusivas dos estúdios Paramount no dia 4 de março aqui no Brasil. Segundo a informação da companhia, a plataforma chega com um vasto catálogo com mais de 5 mil horas de conteúdo voltadas para todos os públicos e com um preço competitivo: R$ 19,90 por mês.

Assim como os concorrentes, o Paramount+ oferece um teste gratuito de sete dias, o que deve ser um tempo suficiente para conferir a interface do aplicativo (que a companhia diz ser perfeita), a curadoria aprimorada, além do hub central para as marcas da ViacomCBS. Vale frisar que a opção de assinatura incluirá recursos de controle dos pais.

O novo Paramount+ estará disponível no site ParamountPlus.com, bem como em smartphones e smart TVs, através do aplicativo Paramount+ para iOS e Android. O serviço também terá ampla distribuição nos principais parceiros latino-americanos, incluindo Mercado Livre, Claro Brasil, Vivo e Oi.

Lançamentos da Paramount+ para 2021

O Paramount+ será a “casa” do SHOWTIME com estreias de produções exclusivas. Os títulos lançados em 2021 incluem Black Monday, City on a Hill, Your Honor, The Good Lord Bird, The Comey Rule e Escape at Dannemora, além de Dexter, Ray Donovan e The Affair.

yourhonor paramountplus 2a1d9

As estreias do SHOWTIME previamente anunciadas com estreia na América Latina incluem American Rust e o antológico The First Lady, estrelado e produzido por Viola Davis como a primeira dama Michelle Obama; Michelle Pfeiffer como Betty Ford; e Gillian Anderson como Eleanor Roosevelt.

O serviço oferecerá novas séries premium do Paramount+, como a terceira temporada de Yellowstone, Two Weeks to Live com Maisie Williams e também The Handmaid's Tale. Outras produções disponíveis no lançamento incluem Strange Angel e No Activity. Além disso, algumas estreias que serão lançadas em breve no Paramount+ são:

  • The Man Who Fell to Earth estrelado por Chiwetel Ejiofor, é baseado no romance de Walter Tevis de mesmo nome e no icônico filme estrelado por David Bowie. A série seguirá um novo personagem alienígena que chega a Terra em um determinado ponto da evolução humana e deve enfrentar seu passado para determinar nosso futuro.
  • Mayor of Kingstown, Taylor Sheridan, apresenta um olhar sobre as maiores falhas dos EUA resumidas em uma cidade.
  • Lioness do criador Taylor Sheridan.
  • The Offer, série baseada no extraordinário produtor Al Ruddy, com experiências nunca reveladas de O Poderoso Chefão, um dos filmes mais lendários da história da Paramount, do escritor Michael Tolkin.
  • Guilty Party, produzido pela CBS Studios.
  • The Harper House, produzido pela CBS Studios.
  • Halo
  • Y: 1883
  • Two Weeks to Live, estrelado por Maise Williams, escrito e dirigido por James Lafferty e Stephen Colletti, que também estrelam o show, ainda inclui o hit indie Everyone is Doing Great

Lar de algumas das maiores franquias do mundo, incluindo "Bob Esponja", "As Tartarugas Ninja", "Dora, A Aventureira" e "Patrulha Canina", o portfólio infantil do Paramount+ formado pela biblioteca da Nickelodeon oferece uma gama de novos conteúdos originais baseados nos personagens mais amados da história da marca.

Em 2021, o serviço na América Latina contará com:

  • Kamp Koral: SpongeBob’s Under Years - o primeiro spinoff de Bob Esponja. Kamp Koral é uma série original animada em CG que leva os espectadores de volta ao tempo em que os personagens icônicos da Fenda do Biquíni se encontraram pela primeira vez em um acampamento de verão.
  • The Astronauts: a primeira coprodução do Nickelodeon Animation Studios com Imagine Kids + Family, é uma nova série live action que segue um grupo de crianças que embarca numa grande aventura quando são lançadas ao espaço por engano.

Na América Latina, Paramount+ contará com uma coleção de estreias de novos filmes, como The Father, indicado ao Globo de Ouro®, e The Outpost com Orlando Bloom, The Fanatic com John Travolta e franquias de sucesso como Missão Impossível e O Poderoso Chefão.

Estes são apenas alguns dos conteúdos previstos para o Paramount+ e você pode conferir mais filmes, séries e informações na plataforma na data de lançamento.

Lista | Filmes Lançados em 2020 no Brasil

Com a pandemia do coronavírus em seu auge (e mostrando que vai piorar na volta das festas) e a recomendação de quarentena sem previsão de um fim breve, o ano de 2020 parece que não acabou, mas, para fins de calendário, tudo indica que estamos em 2021. Tá tudo igual, mas o número é outro pelo menos, né? Bom, o que importa é que 2020 acabou e deixou vários legados, sendo o pior ano em vários sentidos, inclusive o pior ano para a indústria cinematográfica.

Ninguém tem dúvida que 2020 foi o pior ano para o cinema. A pandemia não só dificultou a produção dos filmes, mas também inviabilizou a ida da galera às salas de cinema. Muitas distribuidoras e produtoras tentaram empurrar ao máximo seus títulos para tentar lançar nas telonas e fazer uma grana a mais, porém o vírus não deu folga e a população não se ajudou, o que forçou algumas empresas a jogarem seus filmes diretamente nas plataformas de streaming (e com preços absurdos).

De janeiro a março, os cinemas ainda operavam e tivemos a estreia de alguns filmes como "Adoráveis Mulheres", "Bloodshot", "O Preço da Verdade" e "Maria e João: Conto das Bruxas". Depois, ao fim do ano, alguns cinemas voltarama. funcionar e tivemos grandes estreias como "Tenet", "Convenção das Bruxas" e "Mulher-Maravilha 1984", filmes que só foram vistos pelos mais corajosos e que tiveram números pouco expressivos de bilheteria.

 

Seja como for, o ano foi marcado por produções menos espalhafatosas, com alguns poucos títulos de Hollywood. Assim, tivemos diversas estreias nas plataformas da Netflix, Amazon Prime e Apple TV+, que já iriam lançar seus filmes online de qualquer forma. Além disso, a Disney finalmente lançou seu serviço de streaming Disney+ aqui no Brasil, o que garantiu a chegada de alguns títulos muito esperados também em nosso país, como "Mulan" e "Soul".

Contudo, é válido citar, que diferente de mercados internacionais (como o segmento de streamings americanos que já tem maior adesão de compra e aluguel de lançamentos), o Brasil não foi contemplado com centenas de filmes que chegaram lá fora. Os atrasos nos lançamentos de filmes no Brasil já são comuns, mas neste ano foi muito pior. Dessa forma, a lista de filmes lançados em 2020 no Brasil é bem reduzida.

Abaixo, nós separamos uma lista com as principais estreias de filmes que chegaram aos cinemas, streamings e também dos filmes que saíram dos cinemas e foram para as plataformas online. A lista abaixo está ordenada pela data de lançamento (dos mais recentes para os mais antigos). Depois de conferir, conta pra gente: quais foram seus filmes favoritos em 2020? Quais filmes você espera ver em 2021?

Feliz ano novo com muitos filmes e bons cafés para todos!

Critica do filme 2020 Nunca Mais | O ano terrível

Nem mesmo o “apocalíptico e integrado” Charlie Brooker — aquele que nos deprime e atormenta a cada episódio de Black Mirror — foi capaz de conjurar uma história tão desastrosa quanto à totalidade do ano de 2020. Depois de tantas desgraças que assolaram o pálido ponto azul do sistema solar, finalmente chegamos ao final do ano... e o que você fez?

Em 2020 Nunca Mais, Brooker e uma seleta de estrelas entregam uma desnecessária retrospectiva do “ano terrível”. Mesmo com a costumeira sátira sagaz da proverbial “pós-modernidade contemporânea” e seus componentes transumanos, o comentarista britânico parece não se esforçar muito entregando apenas uma versão menos entediante de uma retrospectiva jornalística.

Com nomes de peso como Samuel L. Jackson, Tracey Ullman, Hugh Grant, Lisa Kudrow, Kumail Nanjiani e Leslie Jones, entre outros, pseudodocumentário se limita a relatar os eventos com um toque de humor absurdo (quase que imperceptível dada a natureza surreal do ano em si). Enfim, se você é um daqueles poucos que consegue rir da desgraça, ou que quer sublimar um pouco da dor por meio do riso, 2020 Nunca Mais ainda é melhor do que o um “Globo Reporter”.

Isso não é muito Black Mirror

Como um narrador onisciente, Laurence Fishburne relata os principais eventos deste ano — que gostaríamos de esquecer — começando com os incêndios florestais australianos e o julgamento de impeachment de Trump, seguindo então para o começo da pandemia, o assassinato de George Floyd, o Brexit, as (in)decisões da eleição presidencial estadunidense chegando até a chegada do lançamento das primeiras vacinas para a COVID-19. Uma sorte de “especialistas” entrevistados entregam opiniões sobre os acontecimentos conforme as divisas entre absurdo se tornam cada vez mais etéreas.

Dash Brakcet (Samuel L. Jackson) é um repórter sério; Tennyson Foss (Hugh Grant) é um historiador cuja senilidade predileção por negronis parece fazê-lo confundir os eventos da realidade com Game Of Thrones; Tracey Ullman encarna uma irritada Rainha Elizabeth II, que não gostou nem um pouco da saída de Harry e Meghan da família real.

Painel diverso analiza adversidades

Jeanetta Grace Susan (Lisa Kudrow) basicamente nega qualquer coisa parecida com a verdade. Kumail Nanjiani é Bark Multiverse, a epítome do CEO de tecnologia, um sociopata egoísta que construiu um abrigo em montanha para si mesmo prevendo a iminente dissolução da sociedade, e de quebra fica absurdamente mais rico durante a pandemia. Enquanto isso, o cientista Pyrex Flask (Samson Kayo) vê suas tentativas de entregar fatos serem reduzidas a breves comentários ilustrados por cenas ridículas de arquivo.

Por fim temos a Dra. Maggie Gravel (Leslie Jones) que chega a inevitável conclusão de que quase todo mundo que não seja ela é um imbecil. Teoria confirmada reintegradas vezes por pessoas como Duke Goolies (Joe Keery), um “produtor de conteúdo” que de alguma forma ganha rios de dinheiro fazendo vídeos no qual apenas reage às notícias. E para deixar claro que o mundo realmente está cada vez mais imbecil, temos Gemma Nerrick (Diane Morgan) — literalmente uma das cinco pessoas mais comuns do planeta — e Kathy Flowers (Cristin Milioti), a personificação da “Karen” estadunidense cuja fonte de dogmas é o feed do Facebook e as correntes de WhatsApp.

Melhor deixar 2020 no passado

O grande problema de 2020 Nunca Mais é justamente o fato de ser uma obra de Charlie Brooker. O que passaria despercebido como uma produção ligeiramente engraçada fica ainda mais insossa se pensarmos no potencial que o olhar de Brooker traz, lembrando estamos falando o homem por trás da perspicaz série de antologia Black Mirror.

Condensando estereótipos em “testemunhas” que narram os eventos caóticos do ano, o roteirista não força a critica o suficiente, entregando apenas um amontoado “piadinhas” datadas diretamente relacionadas aos amalgamas em questão, sem aquele misto de acidez e desespero existencial que marca outras obras do roteirista. Além disso, o elenco — mesmo que recheado de nomes fortes de Hollywood —, parece entediado e assume que a mera contextualização de seus personagens será suficiente para empurrar a atuação.

Retrospectiva 2020, sério? Pra que?

Uma pena, especialmente no caso de Tracey Ullman e Hugh Grant que assumem a pele da Rainha Eizabeth II e de um historiador alcoólatra de tendências ligeiramente racistas, respectivamente. Sem qualquer interesse a dupla parece caricaturas exageradas saídas diretamente de esquetes da Praça é Nossa, Zorra Total ou Saturday Night Live (não se iluda amiguinho, é tudo a mesma coisa com níveis de qualidade variáveis). Dito isso, é preciso celebrar as atuações de Cristin Milioti e Lisa Kudrow.

As duas atrizes extraem o máximo de seus personagens e sem dúvida são o ponto alto de 2020 Nunca Mais. Cristin Milioti encarna com muita propriedade uma “Karen” — a típica radical negacionista suburbana estadunidense — que, graças ao desenrolar absurdo de 2020, finalmente pode por para fora seus preconceitos com o aval da Casa Branca que reverbera o mesmo preconceito e radicalismo. Por coincidência, ou não, Lisa Kudrow assume o papel de uma não-represente não-oficial da Casa Branca, que tenta desesperadamente defender os desmandos e desordem do governo a cada nova imbecilidade oriunda do gabinete presidencial.

"Retrospectiva 2020! Por que vocês querem fazer isso? Sério. Por quê?”

No final das contas, 2020 Nunca Mais é um título mais do que apropriado para um ano horrível, e um filme nada marcante. Se você procura um evento catártico que realmente expurgue o ano da pandemia é melhor buscar em outro lugar. Todavia, se não queremos repetir os mesmos despautério no futuro, é melhor manter o passado vivo na memória, e se temos que relembrar a história de 2020, melhor que seja com um mínimo de humor.

Mercado Livre dá até 45% de desconto na assinatura da HBO GO

Com a pandemia em alta e a quarentena ainda sendo a realidade para muitos, os aplicativos de streaming ganharam notoriedade, mas, com tantas opções, fica complicado para o consumidor decidir qual vai ser o serviço da vez — afinal, é inviável assinar todos, ainda mais com alguns preços proibitivos.

Um dos streamings que ganha destaque é a HBO GO, uma vez que tem muitas séries exclusivas e premiadas. Contudo, o serviço da famosa emissora americana tem um inconveniente: o valor da assinatura mensal em R$34,90 é um tanto elevado.

No entanto, aos interessados na HBO GO, há uma boa notícia: é possível assinar o serviço com um desconto bem legal. A assinatura da HBO GO pode ter o valor mensal reduzido em até 45%, mas é claro que há uma pegadinha. Trata-se de uma parceria entre Mercado Livre e HBO, a qual visa oferecer descontos para os clientes fiéis do famoso site de compras, por meio do programa de benefícios Mercado Pontos.

hbogo2 9c043

Funciona assim: quanto mais você compra no Mercado Livre, maior será sua pontuação no Mercado Pontos e, para cada nível avançado, você desbloqueia um desconto maior. A partir do nível 1, você já garante 10% de desconto na assinatura da HBO GO.

Avançando mensalmente, você desbloqueia novos descontos. Assim, se você estiver no nível 6 de pontuação, você pode obter os prometidos 45% de desconto, mas para isso você terá de comprar muitas coisas no Mercado Livre. De qualquer forma, mesmo em níveis menores, o valor do desconto já é interessante, né?

hbogo3 8e7e1

A oferta já está disponível no Brasil e basta acessar o mercado Livre e buscar pela palavra "HBO" para já cair na página de promoção da HBO GO. Para quem não conhece o serviço, é possível realizar um teste gratuito de 7 dias quando utilizar o método de pagamento de cartão de crédito.

Entre as principais séries da HBO GO, vale o destaque para: Chernobyl, Game of Thrones, Big Little Lies, The Outsider e Lovecraft Country. Contudo, além das séries, a HBO sempre transmite filmes inéditos na televisão, os quais também são disponibilizados na plataforma HBO GO.

Recentemente, a HBO GO recebeu os seguintes filmes: "O Caso Richard Jewell", "Obsessão" e "IT: Capítulo 2". Neste mês, a HBO promete a estreia de "Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa". Interessante ainda que o aplicativo da HBO GO está disponível para smartphones, tablets, Smart TVs, Apple TV e também pelo site no navegador.

Paramount+, MGM, StarzPlay e mais: Prime Video agora tem canais por assinatura

A quarentena certamente intensificou a busca por novas formas de consumo de conteúdos digitais. Quando falamos em serviços de streaming, os apps com filmes e séries de maior sucesso de bilheteria ganham ainda mais notoriedade, já que garantem mais opções para quem está cansado de ver os mesmos tipos de conteúdos nas plataformas já conhecidas.

Assim, não é de estranhar ver mais produtoras e distribuidoras apostando nesse modelo de negócios em territórios que ainda não atuavam. Canais como Paramount e MGM já tinham serviços do tipo fora do Brasil, mas agora ganham espaço por aqui ao fechar uma parceria com a Amazon, através do serviço de streaming Prime Video.

A partir desta quarta-feira (02/09), a Prime Video oferece os seguintes canais para os clientes expandirem suas opções de filmes, séries e desenhos: Looke, MGM, Noggin, Paramount+ e StarzPlay. Cada um desses serviços tem um preço diferenciado, mas todos podem ser testados gratuitamente por um período de 7 dias. Confira os valores dos canais na Prime Video:

  • Looke na Prime Video: 7 dias grátis. Após esse período, R$ 16,90 por mês
  • MGM na Prime Video: 7 dias grátis. Após esse período, R$ 14,90 por mês
  • Noggin na Prime Video: 7 dias grátis. Após esse período, R$ 9,50 por mês
  • Paramount+ na Prime Video: 7 dias grátis. Após esse período, R$ 19,90 por mês
  • StarzPlay na Prime Video: 7 dias grátis. Após esse período, R$ 14,90 por mês

Vale notar que todos os valores acima são separados do valor já habitual de R$ 9,90 da Amazon Prime (que inclui nesse preço o Prime Video), assim se você assinar o Paramount+ dentro da Prime Video, o valor total das assinaturas será de R$ 29,80. E, claro, se você assinar vários serviços, o valor total aumenta conforme o preço de cada canal.

O que cada canal oferece?

É importante ficar de olho que os "canais" disponíveis na Prime Video não são como canais de televisão, então eles não ficam exibindo conteúdo 24 horas por dia em uma programação fixa. Trata-se de um modelo de streaming como a própria Prime Video, em que você pode decidir qual conteúdo deseja assistir a qualquer momento. A diferença então consiste nos conteúdos distintos de cada fornecedora de conteúdo.

O Looke é um serviço brasileiro, que tem uma vasta quantidade de filmes, desenhos animados e shows de humor em seu catálogo. Alguns dos conteúdos disponíveis são lançamentos do cinema como "Crimes Obscuros", desenhos como "Sonic, O Ouriço" e o show de humor "Irmã Selma". Vale notar que você também pode assinar este serviço separado da Prime Video no site do Looke.

amazonprimevideo canalmgm d1905

Já o canal MGM conta com os principais filmes que ficaram conhecidos pelo selo do leão, incluindo obras premiadas e aclamadas pelo público como "O Exterminador do Futuro", "O Silêncio dos Inocentes", "Brinquedo Assassino", "Três Homens em Conflito" e "Terror em Amityville". Este é um canal que chega de forma exclusiva na Prime Video, ao menos, por enquanto, não há outro meio de assinar a MGM.

O Noggin, por sua vez, é um canal com entretenimento para a criançada, sendo um desdobramento de streaming da Nickelodeon. Entre as opções mais famosas do serviço estão desenhos animados como "Dora, a Aventureira", "Rugrats: os anjinhos", "Patrulha Canina" e "As pistas de Blue". Diferente da MGM, este canal também está disponível em outras plataformas, como na Apple TV+.

amazonprimevideo canalparamount 52f41

Outro canal interessante aqui é o Paramount+, que não está disponível na Apple TV+, mas que pode ser acessado através de website e que também pode fazer parte de pacotes para clientes da Claro TV ou de outras operadoras. Entre as opções da Paramount+, há filmes, séries e desenhos animados como: "Onde os Fracos não têm vez", "Desventuras em Série", "The Handmaid's Tale" e "Hey, Arnold".

Por fim, o serviço StarzPlay já está bem consolidado no Brasil, sendo mais uma facilidade a chegada do streaming em outra plataforma. No catálogo da StarzPlay, você pode ver séries exclusivas como: "Castle Rock", "Das Boot", "Sr Mercedes", "The Act" e "The Great". O StarzPlay também conta com vários filmes de sucesso.

E aí, gostou da novidade? Então, clique aqui para acessar o site da Prime Video e conferir esses canais.

Três Verões chega em cinemas drive-in nesta semana e depois vai ao streaming

A pandemia do coronavírus parece longe do fim, o que impossibilita a retomada das programações dos cinemas tradicionais. Assim, algumas produtoras e distribuidoras estão alterando seus planos para os meios possíveis de divulgação dos filmes que estavam previstos para estrear ao longo de 2020.

E se a situação já é complicada para os grandes blockbusters, certamente é mais difícil para títulos que costumeiramente eram focados em circuitos mais restritos. É o caso do filme "Três Verões", dirigido por Sandra Kogut e estrelado por Regina Casé. Por outro lado, algumas produtoras menores não têm a mesma pretensão de lucro que as gigantes de Hollywood, o que pode facilitar as coisas.

Assim, a boa notícia é que a Vitrine Filmes fechou um acordo para transmitir "Três Verões" nos cinemas, mais especificamente nos drive-ins, já que é a única alternativa no momento para o público que quer ver os filmes na telona. O longa-metragem já tem sessões programadas pelo Brasil, nas cidades de: São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Fortaleza, Maceió, Nova Lima e Pinhais. Outras cidades ainda serão confirmadas em breve.

filmetresveroes cinema drivein 4597f

Além disso, para quem não tem automóvel ou pretende economizar, a distribuidora anunciou que levará o filme para o streaming a partir do dia 16 de setembro, mas ainda não foi divulgado quais plataformas vão receber a obra. Por fim, ainda há a alternativa de conferir a produção no no Telecine, que também vai estrear o filme na mesma data.

Veja lista de drive-ins que exibem "Três Verões":

São Paulo/SP

  • 4 de setembro – Petra Belas Artes Drive-In – Horário: 23h00
  • 5 de setembro – Petra Belas Artes Drive-In – Horário: 18h00
  • 6 de setembro – Sesc Pq Dom Pedro II Drive-In – Horário: TBC
  • Dias e horários a confirmar - Cinesystem Morumbi

Rio de Janeiro/RJ

  • 5 de setembro – Drive-In Lagoa – Horário 19h00
  • 16 de setembro – Open Air Drive Air – Horário: TBC
  • Dias e horários a confirmar - Cinesystem Uptown Barra

Curitiba/PR

  • 7 de setembro – Drive-In Curitiba (Planeta Brasil) – Horário: 19h00

Fortaleza/CE

  • 3 de setembro – Drive-in Imprensa – Horário: 21h00
  • 9 de setembro – Drive-in Imprensa – Horário: 21h00
  • 15 de setembro – Drive-in Imprensa – Horário: 19h00
  • 29 de setembro – Drive-in Imprensa – Horário: 21h10

Maceió/AL

  • 3 de setembro – Cineart Pajuçara Drive-In – Horário: TBC
  • 4 de setembro – Cineart Pajuçara Drive-In – Horário: TBC
  • 5 de setembro – Cineart Pajuçara Drive-In – Horário: TBC
  • 6 de setembro– Cineart Pajuçara Drive-In – Horário: TBC
  • 8 de setembro – Cineart Pajuçara Drive-In – Horário: TBC
  • 9 de setembro – Cineart Pajuçara Drive-In – Horário: TBC

Nova Lima/MG

  • 1 de setembro – 18h40 – Cineart Drive-In Alphaville *pré-estreia

Pinhais/PR

  • 11 de setembro – Drive-in Pinhais (Planeta Brasil Pinhais) – Horário: 20h00

Sinopse do filme Três Verões

A cada verão, entre Natal e Ano Novo, o casal Edgar e Marta recebe amigos e família na sua mansão espetacular à beira mar. Em 2015 tudo parece ir bem, mas em 2016 a mesma festa é cancelada. O que acontece com aqueles que gravitam em torno dos ricos e poderosos quando a vida deles desmorona? Através do olhar de uma empregada e de um velho patriarca, ambos vítimas do sonho neoliberal, vemos um retrato do Brasil contemporâneo, imediatamente antes de 2018.

"Scooby! O Filme" não vai ao cinema e chega direto no streaming por até R$ 69,90

Era só uma questão de tempo até vermos as produtoras e distribuidoras mudarem a estratégia de lançamento de seus filmes que, antes da pandemia do coronavírus, estavam programados para chegar aos cinemas.

Por ora, nem todas aderiram a estratégia, mas, esta semana, a Warner optou por lançar "Scooby! O Filme" nas plataformas de streaming — só não ficou claro se esta é uma exceção ou se deve ser uma moda daqui para frente com os demais títulos que estão aguardando a volta dos cinemas.

Agora, o que fica claro é que a Warner (e não é de se duvidar de outras gigantes do segmento) não pretende diminuir seus lucros, mesmo em épocas complicadas. Ao menos é o que se pode ver pelo valor de aluguel e compra de "Scooby! O Filme". A animação que conta a história de origem do Scooby Doo tem preço fixado em R$ 49,90 para locação e R$ 69,90 para comprao valor é o mesmo na iTunes Store e na Google Play Filmes.

scoobyofilme naitunesstore comprecoalto ce0bf

As reclamações já estão aparecendo nos comentários da Google Play e também no Twitter, sendo referentes quanto ao valor cobrado para ambas as modalidades de disponibilidade do filme. As alegações dos consumidores são de que os valores são muito superiores aos que as pessoas pagariam pela entrada convencional nos cinemas, ainda mais considerando que muitas pessoas pagam meia entrada.

Contudo, a estratégia da Warner parece ser para contornar os prejuízos decorrentes de que um único aluguel em casa pode garantir que diversas pessoas assistam ao filme — enquanto nos cinemas, o valor de múltiplas entradas provavelmente poderia superar esse valor. Já o valor de compra garante acesso vitalício para o consumidor, então seria como poder ver a animação no cinema numa semana e rever alguns dias depois.

Veja o trailer dublado de "Scooby! O Filme":

É claro que o valor vai totalmente na contramão de ofertas de streaming, que via de regra varia de R$ 14,90 a quase 20 reais para lançamentos — mas considerando filmes que estrearam previamente nos cinemas. De qualquer forma, algumas pessoas estão adquirindo suas cópias de "Scooby! O Filme" e comentando que preferem a compra, pois há um gasto extra que garante os reprises infinitos.

O que você achou desses valores? Será que essa moda pega?

Apocalypse Now: Final Cut será lançado em plataforma digital

A Pandora Filmes acaba de divulgar o trailer e poster de “Apocalypse Now: Final Cut”. O filme mais procurado pelo público do Belas Artes Drive in, tendo suas vendas esgotadas em menos de 24 horas, estreia na plataforma digital Belas à La Carte, a partir do dia 1 de julho. Porém, ele não será lançado sozinho, junto ao longa, chegam também ao público de todo o Brasil dois documentários que poderão ser adquiridos em um pacote, e também estarão no cardápio para assinantes do Belas a La Carte: " Apocalipse de Um Cineasta" codirigido por Eleonor Coppola, companheira de Francis Ford Coppola e “Dutch Angle: Fotografando Apocalypse Now” de Baris Azaman.

Vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes em 1979, essa grande obra prima do cinema mundial, teve sua versão original indicada ao Oscar em 8 categorias e venceu 2 delas: Melhor Fotografia (Vittorio Storaro) e Melhor Som. Ganhou ainda três Globos de Ouro, entre eles o de Melhor Diretor.

Após ser lançado e depois relançado com diferentes edições, APOCALIPSE NOW está de volta neste "Final Cut", que, segundo o diretor, é a melhor versão do filme. A restauração, que traz 49 minutos excluídos da edição original, foi feita pela primeira vez através do negativo original, um trabalho que que deu ao filme uma qualidade de imagem e som muito superior à anterior. O público, enfim, "vai ver, ouvir e sentir o filme como sempre sonhei", diz Coppola.

cartazapocalypsenowfinalcut c71df

Partindo de uma livre adaptação do romance “O Coração das Trevas”, de Joseph Conrad, as filmagens começaram em 20 de março de 1976 e se estenderam até 21 de maio de 1977, nas Filipinas, com um cronograma inicial de algumas semanas que acabaram se prolongando por 238 dias, entrando para a história como uma das produções mais tumultuadas de todos os tempos.

Os incidentes incluem um infarto sofrido pelo ator Martin Sheen, que foi afastado por semanas, e até a passagem do tufão Olga, que destruiu cenários e equipamentos, gerando mais atrasos e despesas, levando a produção orçada em 13 milhões de dólares a custar mais que o dobro. Após a conclusão da produção, vieram outros contratempos que fizeram com que seu lançamento fosse adiado por diversas vezes, enquanto Coppola reeditava o material infinitas vezes, levando o filme a esperar por três anos até chegar nos cinemas.

Mas, os problemas já começaram na escolha do elenco, após Steve McQueen e Al Pacino recusarem o convite e Coppola não se convencer de que Harvey Keitel seria o ator ideal interpretar o capitão Benjamin Willard, papel que acabou ficando com Martin Sheen, que já havia impressionado o diretor com o teste que fez para o personagem Michael Corleone, de “O Poderoso Chefão”. Marlon Brando também deu trabalho, chegando ao set sem ter se preparado, acima do peso e com a cabeça raspada por iniciativa própria. Entre atores já conhecidos e outros que viriam a se tornar astros, o elenco reúne ainda Robert Duvall, Frederic Forrest, Dennis Hopper, Harrison Ford, Scott Glenn e Laurence Fishburne, que, na época, tinha apenas 14 anos e mentiu que tinha 16, para não perder o papel!

A trilha sonora original do filme foi composta pelo diretor e seu pai, Carmine Coppola. O disco da trilha inclui apenas três canções presentes em cenas marcantes: "The End", do The Doors, "Susie Q", interpretada pelo Flash Cadillac, e Cavalgada das Valquírias, de Richard Wagner. “Satisfaction”, dos Rolling Stones, também está numa cena antológica do filme, mas não entrou no disco.

Agora, enfim, o público brasileiro vai poder conhecer “Apocalypse Now: Final Cut” em sua perfeição máxima e trazendo consigo os lendários fatos que fizeram deste filme um dos maiores de todos os tempos.

Eu adoro o cheiro de napalm pela manhã

Para o cardápio ficar completo, chegam também no A La Carte dois super documentários carregados com informações preciosas sobre “Apocalypse Now”.

"Apocalipse de Um Cineasta" (1991) é o incrível making of de “Apocalypse Now”, registrado por Eleanor Coppola, companheira de Francis Ford Coppola. Ela entregou suas imagens de making of aos cineastas Fax Bahr e George Hickenlooper para ajudá-la a transformar tudo em um documentário coeso. Para isso, Bahr e Hickenlooper gravaram novas entrevistas com os membros do elenco e da unidade de produção, que eles mesclaram com o material existente. Este documentário, que passou um ano sendo editado, ganhou o Emmy de Melhor Direção e Melhor Edição.

apocalypsenowfinalcutdocumentario 19417

“Dutch Angle: Fotografando Apocalypse Now” (2019), média-metragem de Baris Azman, é um documentário que conta a história de Chas Gerretsen através de uma entrevista franca e de suas fotografias inéditas do set de “Apocalypse Now”. Depois de se tornar mundialmente famoso por seu trabalho como fotógrafo de guerra, ele foi convidado em 1976 por Francis Ford Coppola para capturar tudo no set do seu então novo filme.

Para se cadastrar acesse: www.belasartesalacarte.com.br e clique em ASSINE. O “Super Lançamento”, “APOCALIPSE NOW – FINAL CUT” estará disponível a partir do dia 1 de julho exclusivamente no Belas à La carte por R$14,90 com a possibilidade de assinatura de pacotes especiais.

Looke oferece filmes grátis no Especial Orgulho LGBTQ

Atualização - 1º de julho:

Os filmes gratuitos só estavam disponíveis no mês de junho, sendo que a página com os conteúdos especiais não está mais disponível.

Notícia original:

O serviço de streaming de vídeos on demand, Looke, disponibilizará títulos com temática LGBTQ com desconto com parte das comemorações do Dia do Orgulo LGBTQ. A promoção "Especial Orgulo LGBTQ", oferece 20 filmes relacionados a comunidade de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais, Transgêneros e outras designações de identidade sexual e de gênero.

Com mais de 14.000 títulos de todos os tipos, o Looke inclui produções recém-saídas dos cinemas, clássicos, documentários, lançamentos, animações e shows musicais por meio de compra, aluguel ou assinatura. Os usuários e assinantes podem assistir por meio de streaming através do site ou de dispositivos como smartphones, tablets, smartvs, consoles, etc.

Especial Orgulo LGBTQ

Aproveitando as comemorações do dia 30 de junho, data que marca o Dia do Orgulho LGBTQ, o serviço reafirma seu apoio a inclusão e a diversidade, lançando a promoção disponibiliza gratuitamente vários título de temática LGBTQ. Confira a lista de títulos que incluiem filmes clássicos, nacionais e independentes, seriados e documentários:

Filmes:

Séries:

  • Meus Dois Amores (2018)
  • RIO #semlimites – 1ª Temporada (2019)

Documentário:

  • Cinema Diversidade (2017)

Telecine exibe Bacurau de graça no YouTube

Para celebrar o Dia do Cinema Brasileiro, o Telecine decidiu exibir nesta quinta-feira, dia 18 de Junho, o filme "Bacurau" de forma totalmente gratuita em seu canal do YouTube, contando ainda com a participação do elenco.

A exibição do filme será realizada em uma live no canal, sob o comando de Renata Boldrini. A apresentadora vai abrir e encerrar a live, compartilhando diversas curiosidades sobre a produção, enquanto o elenco irá interagir com o público em tempo real durante a exibição do filme. Os atores Silvero Pereira, Thomas Aquino e Karine Telles estarão disponíveis para responder os fãs, ao lado dos diretores Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles.

Além disso, a sessão também contará com legendas em português, para que o filme possa ser acompanhado por pessoas com deficiência auditiva. Durante a exibição, será compartilhado um QR Code da plataforma Para Quem Doar. A iniciativa, criada pelo Grupo Globo, levanta dinheiro para “quem está trabalhando incansavelmente para combater e prevenir os impactos da pandemia do novo coronavírus no país”. E se puder, fique em casa.

Para saber mais sobre a trama, todos as informações técnicas e conferir o trailer, acesse a ficha completa aqui. A exibição acontece às 18 horas, então é bom estar pronto alguns minutos antes para evitar a correria. Para acompanhar, basta acessar o canal do Telecine no YouTube, clicando aqui.