log in

Márcia Fernandes analisa mapa astral de Jean grey

A Fox Film do Brasil acaba de divulgar uma ação com Márcia Fernandes, a “Sense Márcia”. A influenciadora que é astróloga, numeróloga, sensitiva e reikiana, analisou a fundo o mapa astrológico de Jean Grey, protagonista do próximo filme da Fox Film, “X-Men: Fênix Negra”. Com muito bom humor e realismo, Sense Márcia fala sobre os altos e baixos na vida de Jean Grey, uma mutante com vida nada fácil.

A ação explora a dualidade da personagem Jean Grey, conhecida mutante que vive em conflito com sua personalidade: no vídeo, Jean foi apresentada como sendo do signo de Gêmeos, com ascendente em Escorpião e lua em Aquário. Márcia Fernandes aborda as mudanças de humor da mutante e consegue, em poucos minutos, entregar uma análise bem-humorada a respeito da protagonista de “X-Men: Fênix Negra”. O longa estrelado por Sophie Turner, Jessica Chastain, James McAvoy e Michael Fassbender estreia nos cinemas de todo o Brasil em 6 de junho.

Natalie Portman estampa cartaz oficial de Vox Lux – O Preço Da Fama

Exibido na 75ª edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza, "Vox Lux - O Preço da Fama" marca o retorno da vencedora do Oscar Natalie Portman às telonas. Na pele de Celeste, uma popstar com um passado turbulento, a atriz explora uma face escura, mas brilhante, que mesmo misteriosa, ainda é atraente. Com distribuição nacional Paris Filmes eestreia agendada para 18 de abril, a produção granha seu primeiro trailer, com legendas em português.

O drama musical  revela a história de Celeste, uma popstar que deve rever sua carreira bem sucedida e improvável pouco antes de um grande show. No trailer recém-revelado, o espectador revisita a infância da artista e percorre sua trajetória de superação e preparação para alcançar o estrelato.

Ao lado de Natalie Portman estão Jude Law, Raffey Cassidy, Stacy Martin e Jennifer Ehle, numa produção escrita e dirigida por Brady Corbet. Com trilha sonora de Scott Walker e canções originais compostas pela Sia, a música “Wrapped Up”  já embala o primeiro trailer. Benjamin Millepied assina o trabalho coreográfico e reedita com Natalie Portman a mesma parceria do filme Cisne Negro (2010).

Pôster Nacional Vox Lux2 016b2

Vox Lux – O Preço da Fama

Em 1999, a adolescente Celeste (Raffey Cassidy) sobrevive a uma violenta tragédia. Depois de cantar em uma cerimônia de cremação, Celeste se transforma em uma popstar iniciante com a ajuda de sua irmã compositora (Stacy Martin) e uma gerente de talentos (Jude Law).

A ascensão meteórica de Celeste à fama e a simultânea perda de inocência se encaixa com um ataque terrorista que desestabiliza a nação, elevando a jovem a uma potência e um novo tipo de celebridade: ícone americano, divindade secular, superstar global. Em 2017, a adulta Celeste (Natalie Portman) está se recuperando depois de um incidente escandaloso que descarrilou sua carreira.

Em tour com seu sexto álbum, que traz uma coletânea de hinos sci-fi intitulado "Vox Lux ", o pop indomável de boca suja deve superar as lutas pessoais e familiares de Celeste e navegar pela maternidade, loucura e fama inabalável na Era do Terror.

Além do Hype nas Telonas | Uma cilada chamada expectativa

Anteriormente, na nossa série Além do Hype nas Telonas, comentamos sobre trailers enganosos e problemas na montagem de vídeos de divulgação que, de alguma forma, ludibriam o espectador.

Desta vez, nosso assunto é mais voltado ao público. Não, você não tem culpa alguma quanto ao incrível trabalho de publicidade das produtoras, mas, sim, ainda que inconscientemente, você é o responsável por alguns sucessos de bilheteria — mesmo daqueles filmes mais ruins que você saiu xingando da sala de cinema.

Seja por inocência ou por algum motivo desconhecido, muitas vezes, nós acreditamos cegamente nas propagandas. Quem nunca viu um trailer ou leu alguma crítica e ficou extremamente ansioso para ver um determinado lançamento no cinema?

Não adianta, nós somos humanos e caímos nas armadilhas. Muitas das vezes, vamos ao cinema com a confiança de que veremos o melhor filme do mundo. Ok, vamos ser justos, há situações em que todo o escarcéu em torno de um título é justificado, porém é inegável que a gente cai em cada cilada que não tá no gibi, né? E, às vezes, isso sai muito caro!

Então, o nome disso é expectativa. Vamos ao dicionário:

Expectativa: circunstância de alguém que aguarda que algo aconteça, ou sua possibilidade de acontecimento, em dada ocasião;

Bom, a expectativa faz parte de nossas vidas em inúmeros momentos ao longo dos dias, mas, quando falamos de filmes, estamos considerando uma expectativa que começa no trailer no YouTube, cresce nas conversas com os amigos e se desdobra em longas filas. As pessoas presumem coisas, imaginam situações e embarcam na opinião de terceiros sem pestanejar.

rogueone fffa3

Isso aí é que nem ir ver um filme de Star Wars esperando Jedi, Yoda e a turma toda, e sair da sala triste porque não era Star Wars, porque não tinha Jedi, porque todo mundo falou bem e não era tudo isso... Rogue One que o diga, né?! Este é justamente o ponto que a gente precisa chegar. Até onde vai a expectativa, o hype, a esperança? É hoje, no Café com Filme Repórter!

A expectativa é a pior inimiga do homem

Sabe qual é o grande problema em criar expectativas para os filmes? Geralmente, após o fim da sessão, nos damos conta de que o tombo foi muito grande e, em vez de sair comemorando que vimos “o melhor filme do mundo” (sim, porque no mundo do cinema é tudo ou nada), é normal sair com cara de tacho e com a alegação de que fomos surpreendidos e vimos “o filme mais merda de todos os tempos”.

É claro que a expectativa vem de forma diferente para cada um, até porque isso é relativo ao gosto da pessoa, mas há casos em que a decepção é coletiva. Se a gente pegar filmes como “Quando as Luzes se Apagam” que, baseado num curta-metragem de sucesso, poderia resultar numa excelente história, ficamos chocados com a falta de criatividade e os tropeços bobinhos.

esquadraosuicida daf34

Agora, um terror desse naipe jamais chega no nível de expectativa de um “Esquadrão Suicida” da vida, que depois dá uma rasteira na plateia. Se você gostou, não precisa ficar ofendido, pois cada um tem sua opinião e — só para esfregar na cara dos fãs da Marvel — esse título até ganhou um Oscar (merecimento é uma conversa que fica para outra publicação).

Novamente voltamos ao problema da trapaça das produtoras, que faz toda uma campanha em torno de um personagem que não tem o mesmo destaque no filme. Decisões questionáveis na produção também entram em pauta, mas é claro que, só pelo trailer, é muito difícil imaginar que a coisa possa desandar tanto. E, falando em DC, o que dizer de “Batman vs Superman”? E olha que sou fã dos personagens e até gostei do filme, mas, francamente viu, que tombo!

Outra tática bem recorrente das produtoras é chegar com os dois pés no peito e anunciar uma continuação muito aguardada, tipo “Independence Day 2” ou “X-Men: Apocalipse” — ok, às vezes, não tão esperada assim. Com nomes de grandes atores, efeitos especiais incríveis e até personagens famosos como subterfúgio, fica fácil dar aquela ludibriada na galera.

independenceday2 52e02

Ah sim, isso também vale para inúmeras obras que se apoiam nos nomes dos diretores, roteiristas e produtores. É normal confiar num cara como Steven Spielberg ou ficar curioso para ver uma obra “das mesmas mentes que nos trouxeram Matrix”, só que um pouquinho de “desconfiometro” não faz mal a ninguém, ainda mais quando você vê que o filme não é muito do seu gênero ou quando esses famosos já não fazem algo que presta faz um tempinho.

Claro que é difícil não ver um filme aguardado desses, até porque, um dia após a estreia, todo mundo vai comentar e soltar spoilers. Por um lado, às vezes, ouvir os amigos pode ser uma boa ideia, porém sempre tem aquele camarada que adorou o filme e você pode deixar se levar pela empolgação alheia. Se isso acontecer muito, é bom rever seus conselheiros.

Novos olhares podem mudar sua vida

Mas, e aí, faz como? Se não dá para confiar nos trailers, se seus amigos “falam groselha” e se nem grandes diretores estão com toda essa moral, como proceder? Não existe uma receita infalível para evitar decepções na vida e isso também vale para o cinema.

Se eu posso dar uma dica nesses casos de blockbusters é: julgue os filmes pelos trailers, afinal, “quando a esmola é demais, o santo desconfia”. Não, isso não quer dizer que você não deve ver mais aquela continuação explosiva do “Velozes e Furiosos” ou perder todos os dez novos títulos da franquia dos Transformers, mas o freio na empolgação pode ser benéfico.

abruxa f11fe

Às vezes, uma segunda conferida no trailer, com uma análise mais crítica já vai te deixar menos ansioso, porque você vai perceber que tem muitos clichês ali e que uma continuação muito aguardada é só “mais do mesmo”. Isso não é ruim em todos os casos, porém tem gente que sempre reclama disso, então, se você já cansou de uma saga, talvez não seja má ideia aguardar a chegada do filme no Netflix.

Outra boa ideia é parar com manias de conferir todos os trailers que a produtora soltou e mais os spots com “cenas iradas”, e mais os pôsteres, e mais as galerias de imagem. Esse tanto de material publicitário entrega o filme inteiro, aí não sobra surpresa pra telona. Ser controlado e só dar pequenas espiadas ajuda muito a evitar as decepções.

Por fim, mas não menos importante, minha melhor dica é: busque novos horizontes. Chega um ponto da vida em que os filmes de sucesso já não são mais suficientes. Às vezes, um olhar para novos formatos, abordagens diferenciadas, histórias mais reais, direções inovadoras, atores desconhecidos e outros parâmetros pode levá-lo a um novo mundo no cinema.

conexaofrancesa a145a

Não, esta não é uma mensagem de conversão para você só ver filmes europeus — apesar de que você ficaria surpreso com “A Conexão Francesa” e “Chocolate” —, títulos independentes (e temos aí “A Bruxa” e “A Autópsia” como bons exemplos) ou obras da Idade da Pedra, ainda que existam muitos clássicos como “Psicose” e “O Iluminado” que são indispensáveis.

Então, se você está cansado de passar raiva e gastar muito dinheiro, pode ser que uma boa vasculhada no catálogo do Netflix ou em outros serviços, tipo o Google Play e a Amazon, seja a oportunidade perfeita para mudar seus parâmetros. Melhor do que ter muita expectativa é não ter expectativa nenhuma e se surpreender!

Rodrigo Santoro e Jack Huston vêm ao Brasil para o lançamento de “Ben-Hur”

Os atores de “Ben-Hur” Rodrigo Santoro e o britânico Jack Huston estarão em São Paulo para divulgar o filme nos dias 1 e 2 de agosto, quando participam da pré-estreia do filme e atendem a imprensa. No longa, que estreia no circuito nacional no dia 18 do mesmo mês, Santoro interpreta Jesus Cristo e Huston, o protagonista - Judah Ben-Hur.

Inspirada no livro de Lew Wallace, que já virou filme em 1959, a nova versão de “Ben-Hur” é focada na história do nobre Judah (Jack Huston). Ele é injustamente acusado de traição e sobrevive a anos de escravidão para se vingar de seu delator: o próprio irmão Messala (Toby Kebbell). Ao recuperar sua liberdade, Judah se tornar um exímio competidor de corrida de bigas e encontra a chance de enfrentar seu traidor na arena.

O filme também traz no elenco Morgan Freeman (Sheik Ilderim), Nazanin Boniadi (Esther), Sofia Black D'Elia (Tirzah), Ayelet Zurer (Naomi), Moises Arias (Gestas) e Pilou Asbæk (Pôncio Pilatos).

Confira a galeria de fotos:{gallery}Ben-Hur{/gallery}

Estopinha e Barthô são embaixadores de “Pets - A Vida Secreta dos Bichos”

Com mais de 3 milhões de fãs nas redes sociais, os fiéis escudeiros de Alexandre Rossi acabam de assinar contrato com a Universal Pictures para serem os embaixadores oficias do filme “Pets – A Vida Secreta dos Bichos” (Pets – The Secret Life of Pets) no Brasil. Afinal, quem poderia entender melhor desse universo do que eles?

A participação dos dois cachorros, membros da Família Rossi, faz parte da estratégia de marketing da distribuidora para a divulgação do filme, que estreia em 25 de agosto em circuito nacional. 

Produção da Illumination Entertainment, “Pets – A Vida Secreta dos Bichos” conta com direção de Chris Renaud (de “Meu Malvado Favorito” e “Meu Malvado Favorito 2”). O roteiro, assinado por Bryan Lynch (de “O Gato de Botas”) é simples e traz a seguinte questão: o que seu pet faz quando está sozinho?

Confira aqui o vídeo promocional que a Universal Pictures preparou com a Estopinha e o Barthô!

Sobre Alexandre Rossi, Estopinha e Barthô     

Formado em Zootecnia pela Universidade de São Paulo (USP), Alexandre Rossi possui especialização em Comportamento Animal e obteve o primeiro título de especialista na área na Universidade de Queensland (Austrália), em 1997. Fundador da Cão Cidadão – franquia especializada em adestramento e consulta comportamental -, Alexandre se tornou a maior personalidade do mercado pet no Brasil e, atualmente, é autor de sete livros, membro do Conselho de Bem-Estar Animal do CRMV-SP (BEA) e da Association of Pet Dog Trainers (APDT).

Com o auxílio de Estopinha e Barthô, participa de ações sociais em prol da causa animal, além de comandar programas de TV e rádio e ministrar workshops e palestras. Parte da receita gerada pela Estopinha é revertida em doações em projetos sociais, ONGs e abrigos de animais.

Tartarugas Ninja invadem hospital de Curitiba

Você já imaginou encontrar tartarugas em um hospital? Os pacientes internados no Hospital Nossa Senhora das Graças, de Curitiba, tiveram uma visita surpreendente. As Tartarugas Ninja — Rafael, Michelangelo, Leonardo e Donatello, personagens dos quadrinhos, desenhos animados e do cinema — invadiram o hospital para levar alegria, diversão e positividade aos pacientes e ainda entregar a eles o seu prato predileto: pizza.

 A receita da pizza foi elaborada e preparada pela equipe de nutrição do Graças aos pacientes com dieta livre. A iniciativa fez parte das ações de humanização do hospital e contou com o apoio da Paramount Pictures, uma das maiores distribuidoras de filmes de Hollywood,da agência de marketing e entretenimento Espaço Z e da Pizza Hut. “Um dos principais valores do Graças é a humanização, por isso acreditamos que ações como esta fazem a diferença, aproximar nossos pacientes do lúdico e do cinema pode proporcionar momentos de alegria e esperança”, diz o Diretor Executivo do Hospital Nossa Senhora das Graças, Flaviano Feu Ventorim.

Para a Paramount Pictures a expectativa para este dia também foi muito positiva. “Os personagens Tartarugas Ninja são muito queridos, parceiros, se ajudam, trabalham em equipe e passam uma mensagem positiva para os jovens. O objetivo da ação foi fazer a diferença no dia desses pacientes, proporcionar um momento realmente especial para que eles se esqueçam, por um dia, das dificuldades, dos problemas e que possamos motivá-los para seguirem em frente com esperança”, afirma João Beltrão, Gerente de Relações Públicas da Paramount Pictures no Brasil.

{gallery}tmnthospital{/gallery}

É com este intuito que a data 23 de maio, foi a escolhida para a visita, por ser considerada para a Paramount como o dia da positividade. “Celebramos esta data no mundo todo e elegemos esse dia voluntário, para que o cinema e os filmes da Paramount tragam um pouco de alegria para a vida das pessoas, relata Beltrão.

Participe de uma cena do filme "Warcraft – O Primeiro Encontro de Dois Mundos"

A Universal Pictures reserva uma surpresa para os fanáticos por Warcraft: de 27/05 até 05/06, o público poderá participar de uma cena do filme “Warcraft – O Primeiro Encontro de Dois Mundos” (Warcraft – The Beginning), que chega aos cinemas em 02 de junho.

O Shopping Internacional de Guarulhos, em São Paulo, receberá uma estrutura de experiência imersiva do filme, que gravará vídeos de 15 segundos para os fãs - com os devidos créditos para suas participações.

Dentro da estrutura, que pode receber até quatro pessoas por vez, uma tela verde transmitirá uma cena de batalha entre Orcs e Humanos, e o público poderá interagir com as imagens. Ao final, o fã receberá o link para baixar seu vídeo e publicar nas redes sociais.

Com direção de Duncan Jones (“Lunar”), a produção é inspirada no jogo de estratégia em tempo real lançado em 1994 e mostra o pacífico reino de Azeroth à beira de uma guerra. Quando a civilização enfrenta uma temível invasão de guerreiros Orcs um portal se abre para conectar esses dois mundos: um exército se vê cara a cara com a destruição e o outro, com a extinção. De lados opostos, dois heróis são colocados em um caminho de colisão que irá decidir o destino de suas famílias, seu povo e seu lar.

A aventura conta com Travis Fimmel (de “Vikings”) e Toby Kebbell (de “Planeta dos Macacos: O Confronto”) como protagonistas e ainda traz Dominic Cooper, Rob Kazinsky, Paula Patton, Ben Foster, Ben Schnetzer e Daniel Wu. A distribuição é da Universal Pictures em parceria com a Legendary Pictures e a Blizzard Entertainment.